“O Volkswagen mais bonito do mundo”, publicou a revista Hobby em 1971, após a apresentação do SP2 no Salão do Automóvel de Frankfurt, na Alemanha. O carro nasceu no Brasil para disputar o mercado local de esportivos, que já contava com o Puma e o Willys Interlagos. Na ocasião, a edição norte-americana da revista Car and Driver sugeriu à fabricante alemã que o SP2 fosse comercializado mundialmente devido à sua beleza.

O SP2 era montado sobre a plataforma da Variant e compartilhava com a perua a seção frontal com faróis duplos e o logotipo da Volkswagen centralizado. Duas versões foram desenvolvidas, a SP1 e a SP2. A primeira era mais simples e trazia revestimento interno de courvin, não possuía relógio elétrico e medidor de temperatura do líquido de arrefecimento do motor, mas contava com o motor boxer de quatro cilindros de 1.6 litro, que gerava 65 cv de potência a 4.600 rpm. Foram produzidas apenas 88 unidades do SP1, entre 1972 e 1973, sendo que atualmente apenas dois exemplares têm o paradeiro conhecido.

O Volkswagen SP2 ficou mais famoso e suas principais características são o interior forrado em couro, com console central entre os bancos, painel completo e motor com capacidade de deslocamento aumentada para 1.7 litro, capaz de entregar 75 cv de potência. Ao todo 10.205 unidades foram produzidas, sendo que 670 delas foram exportadas para outros países da América, África e Oriente Médio.

Em 1975, o Volkswagen SP2 deixava de ser produzido e entre os principais fatores que levaram ao seu fracasso estavam o alto preço e o fraco desempenho do motor diante do estilo esportivo. Nos dias atuais, encontrar um SP2 em bom estado de conservação é uma raridade e, ao mesmo tempo, uma felicidade, pois é um carro que até hoje é considerado um dos mais bonitos de todos os tempos.

SP2 EM MINIATURA

Em 2010, a norte-americana Hot Wheels lançou o Volkswagen SP2 na sua linha básica. Esta foi a primeira miniatura licenciada em homenagem ao Brasil. O design ficou bem fiel ao original. É possível identificar facilmente os faróis e o logotipo com o “bigode” na dianteira, as lanternas e a grade do motor traseiros, as faixas laterais e o nome “VWSP2″ destacado na tampa.

Como todas as novidades da fabricante de miniaturas, a cor é uma reprodução da utilizada no carro real. Nesse caso, um tom de laranja bem chamativo. Depois disso, a marca sediada em El Segundo, na Califórnia, apresentou outras variações nas cores laranja escuro e branca, lançadas em 2012 e também em 2016.

HOMENAGEM AO SP1

Para celebrar os seus quatro anos de fundação, o Clube Hot Wheels Brasil prestou uma homenagem ao Volkswagen SP1 com uma edição limitada a 82 unidades para os seus membros. A miniatura vinha na cor branca, rodas com pneus de borracha com faixas vermelhas, faróis dianteiros e lanternas traseiras pintadas, além da identificação “VMSP1” na tampa traseira. A miniatura é um exemplar muito lindo e altamente cobiçado nos dias atuais.

Texto e fotos: Doalcey Rocha

Doalcey Rocha, 38 anos, é engenheiro agrônomo, professor e apaixonado por carros, miniaturas e fotografia. Também é proprietário do blogMiniaturas de Carros em Foco, voltado ao fantástico mundo das “minis”.