A Justiça da Alemanha ordenou a Mercedes-Benz a desativar o sistema Airscarf de todos os seus modelos conversíveis novos à venda no país. De acordo com o site Automobilwoche, a empresa violou direitos de patentes e utilizou ilegalmente a tecnologia criada e registrada por Ludwig Schatzinger em 1996.

Na conclusão do processo, que durou dez anos, a Mercedes-Benz foi multada em 250 mil euros (cerca de R$ 1 milhão) e condenada a pagar a Schatzinger danos não especificados (provavelmente uma indenização em dinheiro). Mas a marca poderá voltar a utilizar o Airscarf em seus carros após 25 de dezembro de 2016, data em que a patente expira.

Utilizado pela Mercedes-Benz desde 1998, o Airscarf mantém aquecidos os pescoços dos ocupantes dos conversíveis – mesmo com a capota abaixada em dias frios – por meio de jatos de ar quente que saem de aberturas nos encostos de cabeça.

Fotos: Divulgação