A Koenigsegg, fabricante sueca de supercarros equipados com potentes motores V8, está desenvolvendo um propulsor de quatro cilindros 1.6 turbo que será capaz de gerar mais de 400 cv. Segundo o site Car Buzz, a empresa pretende utilizar a experiência adquirida na criação de superesportivos em aplicações mais práticas e cotidianas.

“Os mesmos princípios com os quais desenvolvemos os modelos Agera e Regera podem ser aplicados nos motores menores”, disse Christian von Koenigsegg, fundador e CEO da marca. “Reduzindo o diâmetro e alongando o curso do pistão, conseguimos diminuir as perdas de calor. E também utilizamos pistões e bielas forjados e válvulas de melhor qualidade para aumentar a eficiência do motor”, explicou.

Koenigsegg ressalta que a marca “possui o motor com a maior potência específica do mundo” ao citar o propulsor de 5.0 litros V8 biturbo do superesportivo One:1, que desenvolve 1.364 cv e 140 kgfm (cerca de 273 cv por litro).

Em comparação com os motores de fabricantes mais tradicionais, o 1.6 turbo da Koenigsegg superaria o 2.0 turbo de 381 cv dos Mercedes-Benz A45, CLA45 e GLA45, preparado pela AMG e atualmente o quatro cilindros mais potente do mundo.

A Koenigsegg não revelou onde o novo motor será utilizado, pois não tem a intenção de promover o downsizing (adoção de propulsores menores e dotados de recursos que aumentam a eficiência, reduzindo o consumo) em seus carros. É provável que a empresa venda a tecnologias a outros fabricantes para utilizá-la em modelos de grande volume de produção.

Foto: Divulgação