A Subaru está comemorando 50 anos do uso do motor boxer (cilindros opostos), a sua principal marca registrada. O primeiro propulsor desse tipo foi lançado pela marca no dia 14 de maio de 1966, sob o capô do Subaru 1000, sucessor dos modelos 360 e Sambar.

+ Subaru Outback combina o melhor das peruas e SUVs
+ Com visual discreto, Subaru Forester XT Turbo conquista pelo desempenho (vídeo)
+ Teste: Subaru WRX STI de 310 cv esbanja esportividade e diversão com receita tradicional (vídeo)

Na época, o bloco EA de quatro cilindros refrigerado a água, gerava 54 cv de potência. Considerando que o Subaru 1000 pesava apenas de 680 quilos e era 50 centímetros mais curto que o atual Impreza.

Com o passar do tempo, o primeiro motor boxer recebeu melhorias, como carburação dupla, injeção eletrônica de combustível e foi utilizado até a década de 1990, equipando parte dos modelos. A tração integral surgiu em 1972. Atualmente, a marca japonesa continua oferecendo motores boxer movidos a gasolina ou diesel, dotados de injeção direta e turbocompressor em determinados modelos e versões. Além da Subaru, somente a Porsche equipa os seus carros com motores de cilindros opostos.