Segundo o balanço do IPTC (Índice de Preços Ticket Car), o preço médio do etanol em abril caiu 1,6% em relação a março, encerrando o mês a R$3,28 o litro, em média (o valor varia de acordo com a região). A maior variação de preço por litro do combustível foi registrada no estado de São Paulo (-12,8%), que segue com o menor custo do país nas bombas (R$ 2,42 o litro). Apesar disso, em algumas regiões da Grande São Paulo, já é possível encontrar o litro do combustível vegetal abaixo dos R$ 2,00.

O preço do etanol também sofreu variações negativas em Minas Gerais (-9,48%), Paraná (-7,14%) e Rio Grande do Sul (-1,79%). Mesmo com a queda, o estado gaúcho segue com o litro mais caro do Brasil, a R$ 3,70 em média. Já em Roraima, o custo subiu 5,15%.

Gasolina

O IPTC registrou, em abril, aumento de 0,66% no custo médio por litro da gasolina, que encerrou o mês a R$ 3,87 o litro em média. A maior alta foi identificada no estado da Bahia (2,1%), seguido por Alagoas (0,39%).

Houve queda nos preços no Amapá (-3,20%) e no Amazonas (-2,97%) e Distrito Federal (-3,95%). O melhor preço por litro da gasolina foi identificado mais uma vez em São Paulo (média de R$ 3,57).

Para os consumidores que têm carro flex e preferem conferir qual o combustível mais vantajoso, o ideal é fazer o cálculo dividindo o preço do etanol pela gasolina. Se o resultado for menor ou igual a 0.70, é vantajoso abastecer com etanol. Se o resultado for maior, compensa economicamente abastecer com gasolina.

Sob essa metodologia, a gasolina é o combustível mais vantajoso economicamente em todo o país, com exceção do estado de São Paulo.

Outros combustíveis

O diesel e o diesel S-10 custaram, respectivamente, R$3,19 em média. Já o gás natural veicular teve média de R$2,37/m³. O Ticket Car consultou mais de 14 mil pontos credenciados à rede, em 26 Estados brasileiros e no Distrito Federal. Abaixo, tabela para a consulta em cada região.