Por conta do embargo econômico imposto pelos Estados Unidos em 1962, Cuba é conhecido pela frota composta majoritariamente por carros norte-americanos dos 1950 – que rodam até hoje devido às adaptações mecânicas feitas por seus donos. No entanto, o país será o primeiro da América Latina a receber a nova geração do tecnológico Mercedes-Benz Classe E, lançada na Europa no começo deste ano.

Uma empresa ligada ao Ministério do Turismo cubano receberá 64 unidades do sedã, que serão destinadas à frota de carros de aluguel para turistas. A encomenda também inclui 135 exemplares do C200 CGI.

Tanto os Classe E quanto os Classe C encomendados são equipados com o motor de quatro cilindros de 2.0 litros turbo de 184 cv de potência, movido a gasolina, e câmbio automático de nove marchas. Um dos novos recursos do Classe E são os faróis MULTIBEAM com 84 LEDs, que iluminam a via adequando o facho luminoso automaticamente sem ofuscar a visão dos demais motoristas que se aproximam no sentido contrário.

O novo Classe E será lançado no Brasil em novembro, durante a sua apresentação no Salão do Automóvel de Sáo Paulo. A Mercedes-Benz não revelou quais versões serão comercializadas por aqui, mas é provável que o sedã seja oferecido nas configurações E300 e E400. A primeira leva sob o capô o 2.0 turbo, calibrado para gerar 245 cv e 34 kgfm, e tração traseira. A mais cara é equipada com o 3.0 V6 de 333 cv e 48 kgfm e tração integral.

Fotos: Divulgação