A partir de 1º de novembro de 2016, algumas infrações de trânsito mudarão de categorias e todas as multas terão valores maiores. A mudança foi sancionada pela presidente Dilma Roussef e serão alteradas no Código Nacional de Trânsito.

Entre as alterações, houve a inclusão do termo “manipulação” no artigo que se refere ao uso do celular. Antes apenas falar ao celular era passível de multa, agora enviar mensagens ou acessar as redes sociais também serão puníveis. A infração passa a ser gravíssima, antes era considerada média. Outra infração que subiu de categoria foi o uso de vaga destinada pra idoso ou deficiente sem a necessária identificação. O ato, que já foi considerado leve, passou a ser grave no início do ano e agora será gravíssima. Ambas rendem 7 pontos na CNH e multa de R$ 293,47, ante os R$ 191,54 são 53% de aumento.

Se nagar a fazer o teste do bafômetro ou exame clínico para constatar embriaguez renderá multa de R$ 2.934,70, ou seja, o valor de multa gravíssima multiplicado por dez. O direito de dirigir também é suspenso por 12 meses.

As multas leves, que equivalem a 3 pontos, passam de R$ 53,20 para R$ 88,38, portanto, 66% mais cara. Infrações leves (4 pontos) e graves (5 pontos) tiveram reajuste de 53%, passando de R$ 85,13 para R$ 130,16 e R$ 127,68 para R$ 195,23, respectivamente.