Dois exemplares do Ford Mustang, um de 1965 e outro da geração atual, foram cortados ao meio e agora formam um só. O fato pode parecer estranho, mas o modelo foi criado especialmente para ser exposto permanentemente no Hall da Fama Nacional dos Inventores, no estado da Virginia, nos Estados Unidos. O objetivo é mostrar a evolução do muscle nos últimos 50 anos.

Como é possível observar na galeria abaixo, o modelo chamado pela Ford de Mustang “máquina do tempo” é composto pelos dois exemplares do esportivo unidos no comprimento. Vale destacar que o interior é funcional.

É permitido que os visitantes do museu interajam com o carro, sentando em ambos os lados do e comparando as características das cabines, que incluem detalhes de estilo, desde o rádio AM, janela manual, ventilação e cintos de segurança disponíveis em 1965, até a tela sensível ao toque do Mustang 2015. Há também alto-falantes que permitem comparar o ronco dos motores V8 original e atual em marcha lenta.

Fotos: Divulgação