Depois de iniciar as vendas do Renegade na Argentina em fevereiro deste ano, a Jeep ataca novamente no país vizinho. Desta vez, a novidade é a estreia da versão Longitude, exclusivamente equipada com o motor 2.4 Tigershark e câmbio automático.

O propulsor de 16 válvulas, capaz de entregar 187 cv e 24 kgfm de torque está conectado ao moderno câmbio automático de nove marchas. O preço sugerido desta nova versão é de 640 mil pesos, o equivalente a R$ 158 mil em conversão simples para a moeda brasileira.

Os equipamentos do Renegade Longitude 2.4 Tigershark são os mesmos do modelo vendido no Brasil, ou seja, é equipado com controles de tração e estabilidade, freios a disco nas quatro rodas, sistema Isofix para cadeira infantil, faróis e lanterna traseira de neblina, assistente de saída em rampa, ar-condicionado, direção elétrica, rodas de liga leve de de 17 polegadas, volante com ajuste de altura e profundidade, sensores de estacionamento traseiros, central multimídia com GPS e conexões Bluetooth e USB, freio de estacionamento com acionamento elétrico.

A primeira versão a desembarcar na Argentina em fevereiro foi a a Sport, equipada com o conhecido motor 1.8. No entanto, este bloco é oferecido por lá apenas com a transmissão manual de cinco velocidades.

Renegade 2.4 no Brasil?

A Jeep não oferece ao público brasileiro a opção do Renegade com o motor 2.4 Tigershark por um motivo claro: o preço. Se adotasse este motor, o IPI do Renegade subiria de 11% para 18% em caso de adaptação para o etanol, sendo que a sua utilização apenas com gasolina resultaria em um imposto de 25%. Essa política não é adotada na Argentina, possibilitando a chegada da versão.

A novidade para os brasileiros, no entanto, é que o motor 1.8 passará por evoluções para atender às exigências do Inovar Auto. Embora a Jeep não tenha confirmado oficialmente, o Renegade passará a contar com a versão aprimorada deste propulsor que, inclusive, já equipa a picape Fiat Toro.

Fotos: Divulgação