Quando apresentou o Mobi, na semana passada, a Fiat foi bem clara ao afirmar que o novo carro é um irmão menor do Uno – de fato, bem menor. Só para exemplificar, o Mobi é 25 centímetros menor no comprimento (3,56 metros diante dos 3,81 m do Uno), 2 cm mais estreito (1,63 m contra 1,65 m) e 4 cm mais baixo (1,50 m ante 1,54 m).

+ Veja o comparativo do Fiat Mobi Way contra o Volkswagen cross up!

E essas diferenças nas medidas externas também são notadas ao entrar nos carros. Por conta da diferença na distância entre-eixos (2,30 metros no Mobi e 2,37 m no Uno), o espaço da cabine do novato acomoda com dificuldade quatro pessoas, destacando a sua vocação urbana com uso indicado a apenas dois ocupantes.

Como quase todo irmão mais novo, o Mobi se aproveita de algumas coisas do Uno. Embora sejam diferentes visualmente, o compacto recém-lançado utiliza diversos componentes do modelo mais antigo sob a carroceria. De acordo com a Fiat, o para-brisas, a coluna A e o painel corta-fogo são comuns em ambos.

Os conjuntos mecânicos das versões confrontadas também são idênticos: motor 1.0 Fire EVO flex de 73/75 cv de potência a 6.250 rpm e 9,5/9,9 kgfm de torque a 3.850 rpm (gasolina/etanol).

Os carros avaliados estão configurados na versão Way, de apelo aventureiro. A receita desse tipo de variante é conhecida pela profusão de peças plásticas na carroceria, como molduras nos para-lamas e rack de teto, para dar a impressão de maior robustez.

Em termos de equipamentos, ambos saem de fábrica com ar-condicionado, direção hidráulica, travas, vidros e retrovisores elétricos com repetidores de setas e computador de bordo. O Mobi Way (R$ 43.800), que não oferece opcionais, ainda tem sensor de estacionamento, rádio uConect com Bluetooth e entrada USB, volante multimídia e rodas de liga-leve de 14 polegadas. Já o Uno Way tem preço inicial de R$ 40.090, mas no caso do carro avaliado esse valor sobe a R$ 47.031 com a adição da pintura metálica verde Amazon e diversos opcionais, como câmera de ré, rodas de liga-leve de 14 polegadas, sensor de estacionamento, apoio de braço, volante multimídia e o rádio uConect idêntico ao do Mobi Way.

Por dentro, o Mobi mostra a vantagem de ser um projeto mais recente. Como no Uno, o excesso de plástico rígido é disfarçado com diferentes texturas, mas a montagem do interior do novato é mais caprichada – melhor que a da maioria dos carros fabricados pela Fiat em Betim (MG). O novato é equipado com um painel bem parecido com o do Uno, exceto pelas saídas de ar centrais de ar que são menores. Um vacilo da Fiat foi não adotar no modelo mais novo o painel de instrumentos do Uno. O Mobi utiliza o mesmo computador de bordo, que mostra dados de consumo e quilometragem, porém, o item não conta com o velocímetro digital presente no irmão maior.

Em termos de desempenho, os dois modelos são bem parecidos. O Mobi, no entanto, é um pouco mais ágil no trânsito urbano por ser 34 quilos mais leve que o Uno. Contudo, o veterano motor 1.0 Fire EVO torna a condução um pouco cansativa por exigir acelerações mais vigorosas para embalar os compactos em ladeiras e retomadas – confirmando que já passou da hora de a Fiat lançar o novo propulsor 1.0 de três cilindros cuja estreia está prevista para o ano que vem inicialmente no Uno.

A principal diferença dinâmica entre os modelos está no acerto de suspensão. No Mobi o conjunto é mais firme e passa a sensação de maior estabilidade, enquanto o Uno tem rodar mais macio e que filtra melhor as imperfeições do piso.

 

Embora guardem diversas semelhanças, Mobi e Uno distinguem-se pelo público-alvo. O irmão mais novo foca nos jovens e em pessoas que utilizam o carro majoritariamente nas cidades. Mais maduro, o Uno aponta a sua mira para clientes que querem um compacto acima dos modelos de entrada – e já se prepara para ganhar mais uma reestilização e o aguardado motor 1.0 de três cilindros. Com isso, o Uno deverá se ocupar o posto de compacto mais importante da Fiat no Brasil, distanciando-se do Mobi e, possivelmente, tomando vendas do Palio.

Por fim, a escolha ficará a cargo da necessidade do comprador. O Mobi tem vocação estritamente urbana e conta com o fator novidade para atrair clientes, enquanto o Uno já é um produto consolidado no mercado e bastante conhecido pelo consumidor tradicional.

Fotos: Renan Rodrigues e Divulgação

 
Fiat Mobi Way On
Fiat Uno Way
PreçoR$ 43.800R$ 40.090
MotorTransversal, dianteiro com 4 cilindros em linhaTransversal, dianteiro com 4 cilindros em linha
Cilindrada Total999 cm³999 cm³
Potência (gasolina/etanol)73/75 cv73/75 cv
Torque (gasolina/etanol)9,5/9,9 kgfm9,5/9,9 kgfm
TransmissãoManual de 5 velocidadesManual de 5 velocidades
Freios dianteirosA disco com ABS e EBDA disco com ABS e EBD
Freios traseirosTamborTambor
Suspensão dianteiraTipoMc PhersonTipoMc Pherson
Suspensão traseiraEixo de torçãoEixo de torção
RodasLiga-leve de 14 polegadasLiga-leve de 14 polegadas
Pneus175/65 R14175/65 R14
DireçãoHidráulicaHidráulica
Altura (m)
1.501.54
Largura (m)1.631.65
Comprimento (m)3.563.81
Entre-eixos (m)2.302.37
Peso em ordem de marcha(kg)946980
Tanque (L)4748
Porta-malas (L)235280