Se as picapes equipadas com motores turbodiesel já esbanjam força e bom desempenho em qualquer situação, imagine um veículo desses com a mecânica de um superesportivo. A preparadora britânica Severn Valley Motorsport (SVM) colocou essa ideia em prática ao colocar o “coração” de um Nissan GT-R em uma Frontier.

Um exemplar da nova geração da picape da marca japonesa teve o bloco de quatro cilindros de 2.3 litros turbodiesel substituído pelo V6 de 3.8 litros biturbo a gasolina do GT-R. Além disso, o propulsor recebeu melhorias para elevar a potência de 550 cv para 800 cv – a SVM diz que é possível chegar aos 1.500 cv em uma versão mais insana. Toda essa força é enviada às quatro rodas por meio da transmissão manual de seis marchas e do sistema de tração integral.

A SVM não divulga o preço exato da transformação, pois o valor pode variar de acordo com a adição de equipamentos escolhidos pelo cliente, mas diante da complexidade do projeto uma picape dessas não custaria menos de 175 mil libras esterlinas (cerca de R$ 900 mil em conversão direta), segundo sites estrangeiros especializados no assunto.

Fotos: Divulgação