A Ford já trabalha na dura tarefa de substituir o atual Fiesta. Ao menos de acordo com informações do site italiano OmniAuto. O atual hatch é o carro mais vendido de sua categoria na Europa desde 2012. Em 2015 foram 313.610 vendas, aumento de 2% em relação a 2014.

Por este motivo, as apostas são em uma evolução do modelo atual, ao invés da criação de uma geração completamente nova. Sendo assim, acredita-se que o Fiesta manterá sua plataforma, porém, ganhará milímetros na largura e no comprimento, se distanciando do novo Ka.

Em termos de design, o carro ganhará a evolução da atual identidade visual da marca. Faróis mais finos e para-choques com linhas mais agressivas. Também é esperado um grande trabalho de melhorias no interior, com materiais de qualidade superior e uma tela maior para a central multimídia SYNC 3.

Os motores, tanto a gasolina como diesel, serão atualizados, inclusive o premiado 1.0 EcoBoost. Há a possibilidade do Fiesta 2017 abandonar o motor 1.0 de quatro cilindros e 81 cv para utilizar apenas os motores de três cilindros turbo. Rumores indicam uma versão de luxo batizada de Vignale, sobre essa possibilidade, o chefe de marketing da Ford, Roelant Waard, disse que tamanho não é igual a luxo, possibilitando a criação.