Se a passos lentos o Brasil vai avançando em segurança automotiva, os Estados Unidos demonstram que estão muito à frente neste quesito. As montadoras que atuam no mercado norte-americano assinaram um acordo que torna obrigatório o sistema de frenagem autônoma em todos os carros novos comercializados no país a partir de 1º de setembro de 2022.

No total, 20 fabricantes assinaram o acordo: Audi, BMW, Fiat Chrysler Automóveis (FCA), Ford, General Motors, Honda, Hyundai, Jaguar Land Rover, Kia, Maserati, Mazda, Mercedes-Benz, Mitsubishi, Nissan, Porsche, Subaru, Tesla, Toyota, Volkswagen e Volvo. De acordo com as autoridades locais, essas empresas respondem por mais de 99% do mercado norte-americano. Ainda de acordo com o comunicado, a maioria das picapes devem sair de fábrica com o sistema até 2025.

Geralmente, o sistema funciona em baixas velocidade com o auxílio de câmeras e sensores, acionando os freios automaticamente ao perceber uma possível colisão, parando o veículo totalmente ou reduzindo a velocidade para diminuir as consequências do impacto.

Foto: Divulgação