A General Motors apresentou, nesta quarta-feira (16), o Chevrolet Camaro ZL1 2017. Segundo a GM, a versão extrema do muscle-car foi desenvolvida para “se sobressair em tudo”. Além do visual mais agressivo, o modelo também traz alterações mecânicas que incrementaram a potência do motor e, consequentemente, o desempenho.

Por fora, o novo Camaro ZL1 chama a atenção pelo para-choque dotado de entradas de ar maiores e pelos spoilers e saias laterais proeminentes. Na traseira, destacam-se o aerofólio sobre a tampa do porta-malas e as quatro ponteiras de escape. O esportivo é equipado com um novo jogo de rodas de alumínio forjado de 20 polegadas, calçadas em pneus Goodyear Eagle F1 Supercar, desenvolvidos especificamente para o modelo.

No interior, as mudanças são basicamente estéticas, como os bancos esportivos da marca Recaro, volante de base achatada, revestimento em Alcantara (camurça sintética) e emblemas alusivos à versão.

Sob o capô, o Camaro ZL1 leva o motor de 6.2 litros V8 sobrealimentado com compressor mecânico, que gera 648 cv (60 cv a menos que o antecessor) e massivos 88,4 kgfm de torque. Toda essa força é transmitida às rodas traseiras.

Para gerenciar tanta potência, a GM adotou duas novas transmissões: manual de sete marchas e uma caixa automática de dez velocidades.

De acordo com os dados de fábrica, o bólido acelera de 0 a 100 km/h em 3.9/4.0 segundos e atinge a velocidade máxima de 296/290 km/h (automático/manual).

Graças à nova plataforma, o novo Camaro ZL1 é 91 quilos mais leve que o anterior. Ele ainda é equipado com freios Brembo, diferencial de deslizamento limitado, sistema de gerenciamento de tração, modos de condução e controle de largada.

Fotos: Divulgação