A família “i” da BMW ganhará um novo integrante até o final da década. Ao menos é o que afirma Henrik Wenders, vice-presidente de produto da BMW, em entrevista ao site Car & Driver.

O estilo da carroceria ainda será definido, mas há indícios que o modelo poderá ser um utilitário, uma vez que o executivo apontou que o mercado será responsável por essa escolha. Assim como o restante da família i, ele deve ser construído com fibra de carbono e plástico reforçado e alumínio no chassi.

Os planos da marca envolvem a melhoria das baterias, competindo em termos de autonomia com modelos a combustão. Sendo assim, a BMW imagina que o novo integrante da família i poderá deixar de ser o segundo ou terceiro carro e passar a se tornar o carro principal de uma família, essencialmente no dia a dia. O nome ainda não foi confirmado, mas, de acordo com a imprensa internacional, o modelo poderá ser batizado de i5.