A Ferrari já revelou nesta segunda-feira (8) a sua principal atração para o Salão de Genebra (Suíça) em março: trata-se da GTC4Lusso, que chega como substituta da FF, modelo com tração integral e capacidade para quatro ocupantes.

A Ferrari GTC4Lusso é essencialmente um facelift da FF, mas há novidades estéticas e mecânicas que fazem da estreante um carro superior. Um dos exemplos dessa evolução é o motor V12 de 6.2 litros que passou de 660 cv e 69,6 kgfm para 680 cv e 71 kgfm a 5.750 rpm. Vale destacar que 80% do torque está disponível a 1.750 rpm.

Com os aprimoramentos, a aceleração de zero a 100 km/h é feita 3,4 segundos, ou seja, 0,3 s mais rápido em relação a FF. A velocidade máxima manteve-se em 355 km/h. Em termos de novas tecnologias, a Ferrari GTC4Lusso estreia o sistema 4RM-S, de tração permanente e direção nas quatro rodas, uma evolução do 4RM de tração integral.

O visual externo traz como novidades o parachoque dianteiro reestilizado com entradas de ar integradas, novos farois, lanternas circulares duplas, além do spoiler traseiro redesenhado. Por dentro, os destaques vão para uma central multimídia com tela de 10,25 polegadas e volante de tamanho menor (graças ao airbag mais compacto) com novos botões de comando.

De acordo com a própria Ferrari, nome GTC4Lusso remete a modelos anteriores da marca. O GTC, por exemplo, faz referência aos veículos 330 GTC e 330 GT, sendo que o nome Lusso é uma homenagem a 250 GT Berlinetta Lusso. Já o número 4 informa que o carro tem capacidade para levar até quatro ocupantes.