A Ford é uma das poucas grandes fabricantes de carro que não possui um hatchback de entrada para oferecer aos seus clientes europeus. O modelo atual do Ka oferecido por lá é um carro montado com base no Fiat 500 e fabricado na Polônia, tornando o modelo mais caro que o segmento pede e apenas com a opção de duas portas.

Durante a última semana, o Diário de Varsóvia informou que, após oito anos de produção, a fábrica de Tynchy, na Polônia, que atualmente produz o Ka, irá parar suas atividades em abril deste ano. Aí ressurge a informação que o modelo feito para o Brasil chegará à Europa. Porém, a Ford precisou tomar alguns cuidados.

O hatch estreou no Brasil em 2015 e foi prometido para o mesmo ano no velho continente. No entanto, após os números de vendas do EcoSport decepcionarem e o SUV precisar passar por rápida reestilização, a fabricante americana adiou a estreia do Ka, para possivelmente aprimorar o veículo, principalmente o acabamento interno. Conforme as fotos do flagra feito em setembro, o compacto também deve ganhar mudanças estéticas na dianteira.

O antigo Ka irá ser interrompido já que não se encaixa na estratégia global da Ford. Assim, como já sabemos, o novo hatch conta com base no New Fiesta. Em termos mecânicos, o modelo deverá contar com um motor de 1.5 litro a diesel de 74 cv, o mesmo ofertado no hatch premium vendido no Velho Continente. Quanto a expectativa da adoção do 1.0 Ecoboost, a Ford despista e a imprensa internacional já aponta o uso do 1.0 aspirado que rende 85 cv.

Fotos: Autoevolution