Aparentemente, entregar seu superesportivo para outras pessoas não é uma boa ideia. Após um manobrista fazer um Lamborghini Aventador pegar fogoem Miami, o dono de um McLaren P1 viu o seu carro ficar parcialmente destruído em cima de uma plataforma, em acidente ocorrido também nos Estados Unidos.

A imagem foi publicada por um usuário do Reddit e, segundo informações não confirmadas, o veículo pertence a um milionário árabe que deixou um amigo que bateu o supercarro nas proximidades da capital Washington.

Apenas 375 unidades do P1 foram produzidas e cada uma foi vendida por US$ 1,15 milhão. O bólido é equipado com um motor de 3.8 litros V8 biturbo a gasolina e um propulsor elétrico. O conjunto entrega 903 cv de potência.