A sexta geração do Hyundai Elantra, apresentada no Salão de Los Angeles, nos Estados Unidos, ganhou mais uma novidade. Trata-se da compatibilidade com os sistemas Apple Car Play e Android Auto na sua central multimídia com tela de oito polegadas sensível ao toque.

O sedã da linha 2017 exibe um visual mais esportivo, com destaque para a redução do terceiro volume, evidenciando um desenho mais próximo de cupê de quatro portas. Outro destaque na aparência do Elantra vai para o conjunto óptico, que passa a contar com luzes em LED.

Em termos estruturais o novo Elantra é mais leve que o seu antecessor, sendo que a utilização de aços de alta resistência passou de 21% para 53%. Com isso, a rigidez torcional subiu para para 29,5%. O comprimento é de 4,57 metros.

O sedã conta com as seguintes motorizações: um bloco 1.4 litro turbo Kappa GDI a gasolina de 129 cv e 21,5 kgfm e o 2.0 litros aspirado de 149 cv e 18 kgfm. O motor 1.4 estará disponível com uma transmissão automática de dupla embreagem e sete marchas, enquanto o propulsor 2.0 trabalhará ligado a uma caixa manual de seis marchas, além de ter uma opção automática também de seis velocidades.

De série o Elantra 2016 oferece controles de tração e estabilidade, freios com sistema ABS, monitoramento de pressão dos pneus, sete airbags (incluindo de joelho para o motorista). Na lista de opcionais estão inclusos os sistemas de monitoramento de faixa, de detecção de ponto cego, frenagem automática com detecção de pedestres, piloto automático adaptativo, entre outros.

No Reino Unido, o modelo parte de US$ 17.150, ou R$ 68.600, enquanto a versão mais completa é oferecida a partir de US$ 22.350, ou seja R$ 89.400 em conversão simples.