A Ford já prepara o lançamento do New Fiesta equipado com o motor EcoBoost 1.0 turbo de três cilindros no Brasil. Segundo a matéria publicada pelo UOL Carros nesta quarta-feira (13), a marca confirmou a estreia da motorização para junho deste ano. Além dessa informação, a reportagem do Carsale flagrou duas unidades do compacto, provavelmente equipadas com o novo propulsor, rodando em testes pela Grande São Paulo.

Nas fotos tiradas pelo repórter Renan Rodrigues, é possível notar que os carros emplacados como veículos de teste não possuíam, na tampa do porta-malas, o emblema que designa a motorização 1.6 da versão topo de linha Titanium. Ao perceberem que estavam sendo fotografados, os motoristas dos carros rapidamente pararam no acostamento da pista do trecho Oeste do Rodoanel, incluindo o condutor de um New Fiesta 1.6 prata que os escoltava.

Disponível principalmente no mercado europeu, o motor 1.0 EcoBoost é dotado de injeção direta de combustível e turbocompressor. Ele gera 100 cv, 125 cv ou 140 cv de potência, dependendo da calibração e do modelo em que é instalado (naquele continente o propulsor equipa o New Fiesta, o médio Focus, o SUV compacto EcoSport, as variantes sedã e perua do Fusion/Mondeo e as minivans B-Max e C-Max).

Os detalhes técnicos sobre o New Fiesta EcoBoost brasileiro ainda são limitados, mas estima-se que a potência do novo motor deverá ser a intermediária de 125 cv – que na Europa tem torque máximo de 20,1 kgfm (entre 1.400 e 2.500 rpm) e permite ao compacto acelerar de 0 a 100 km/h em 9,4 segundos.

Embora esse motor seja a base do propulsor aspirado do novo Ka, fabricado em Camaçari (BA), é possível que ele seja inicialmente importado e movido apenas a gasolina. Além da tecnologia bicombustível, também não está confirmado se o EcoBoost 1.0 estará disponível com o câmbio de dupla embreagem PowerShift (os carros flagrados também não contavam com o emblema que identifica a presença dessa transmissão).

O EcoSport, que será reestilizado ainda neste ano, e o Focus também estão cotados a receber o novo motor, que foi eleito em 2014, na Alemanha, o “Motor do Ano” devido os seus eficientes números de consumo e emissões.

Fotos: Renan Rodrigues e Divulgação