Após apresentar o elétrico Bolt durante a CES, em Las Vegas, a Chevrolet aproveitou o Salão de Detroit para divulgar novos detalhes do modelo. O compacto terá potência máxima de 202 cv de potência e ótimos 36,7 kgfm de torque. Com as baterias completamente carregadas, o Bolt tem autonomia de 320 km. A velocidade máxima é de 145 km/h.

O peso total do carro é de 1.625 kg, sendo que 435 kg são somente da bateria. Montado sob o piso, o componente foi desenvolvido pela LG. De acordo com a fabricante, a bateria utiliza um sistema de condicionamento térmico, que a mantém na temperatura ideal de funcionamento. A Chevrolet informou que a garantia é de 160 mil quilômetros ou oito anos.

O Bolt conta com um sistema de carga rápida para viagens de até 80 Km, precisando de apenas duas horas carga em tomadas comuns. Se o futuro proprietário necessitar de mais autonomia em menos tempo, a Chevrolet venderá um carregador capaz de garantir 144 km em apenas trinta minutos. Além disso, o automóvel conta com freios regenerativos, permitindo recuperar parte da energia gasta.

O interior conta com a nova geração da central multimídia MyLink que, entre as funções presentes na tela de 10.2 polegadas sensível ao toque, conta com câmera traseira com visão grande-angular, além de visão paranômica ao redor do carro. A central também está programada para otimizar as rotas, sendo capaz de aumentar a autonomia e mostrar os pontos de recarga mais próximos. O aplicativo MyChevrolet será compatível com o Bolt e contará com informações a respeito do estado de carga do veículo, serviço de navegação OnStar, partida remota e climatização da cabine.

Considerado pela Chevrolet como o maior rival do BMW i3, o Bolt chegará ao mercado norte-americano com preço base de US$ 37.500 (R$ 151.711), porém, após os descontos fiscais, o valor deve cair para menos de US$ 30.000 (R$ 121 mil).