Há até alguns meses, quem pensava em comprar uma picape capaz de transportar passageiros tinha de optar pelas versões de cabine dupla das compactas Fiat Strada e Volkswagen Saveiro ou então desembolsar muito mais dinheiro por algum modelo médio, como a Chevrolet S10 e a Toyota Hilux, por exemplo. No final de setembro, a Renault inaugurou um segmento intermediario com o lançamento da Duster Oroch, uma picape derivada do utilitário esportivo homônimo, que une a real capacidade de levar cinco ocupantes sem ser um empecilho no uso urbano.

Testamos a versão intermediária da Duster Oroch, a Dynamique com motor 1.6 (parte de R$ 66.790), por quase 900 quilômetros, percorridos em trechos urbanos e rodoviários do interior e do litoral norte do estado de São Paulo – com direito a uma esticada até Paraty (RJ). Durante a viagem, ficaram nítidos dois pontos cruciais da Duster Oroch: a versatilidade da combinação da cabine com espaço de carro de passeio com a caçamba e o desempenho acanhado do motor de 1.6 litro, que rende 110/115 cv de potência a 5.750 rpm e 15,1/15,9 kgfm de torque a 3.750 rpm (gasolina/etanol).

Nesta configuração, a picape já sai de fábrica equipada com ar-condicionado, direção hidráulica, volante com regulagem de altura, vidros, travas e retrovisores com acionamento elétrico, computador de bordo, central multimídia com GPS e controles do áudio na coluna de direção, sensor de estacionamento traseiro, faróis de neblina, rodas de liga leve de 16 polegadas, limitador de velocidade, piloto automático, protetor de caçamba, alarme perimétrico, além dos obrigatórios airbags frontais e freios com sistema antitravamento (ABS), entre outros itens. Os opcionais disponíveis são os bancos revestidos de couro (R$ 1.700) e o pacote Outsider (R$ 2.990), que adiciona protetor frontal com faróis auxiliares, grade no vidro traseiro, capota marítima e alargadores de para-lamas.

Por ser derivada do Duster, a Oroch conta com o acabamento de aspecto simples e predominado por plásticos idênticos aos do SUV. A cabine, concebida para levar cinco pessoas, tem espaço ideal para até quatro adultos. No entanto, há apoios de cabeça e cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes. Apesar do entre-eixos mais longo (2,82 metros ante 2,67 m do Duster), o espaço na parte traseira é ligeiramente menor que no utilitário esportivo e os passageiros ainda viajam em uma posição mais ereta devido o encosto do banco ser mais inclinado, podendo proporcionar certo desconforto em trajetos longos.

Por outro lado, o fato de ser dotada de uma caçamba com volume de até 686 litros faz da Oroch uma mão na roda na hora de transportar objetos grandes e até mesmo os apetrechos de praia, evitando sujar o interior do carro de areia. Com o extensor de caçamba (vendido como opcional), a capacidade do compartimento aumenta em 306 litros, permitindo o transporte de uma motocicleta, por exemplo. Há ainda os racks de teto que suportam até 80 quilos.

Na cidade, o desempenho da Oroch é razoável, mas condizente para a proposta do veículo. Por entregar o torque máximo a 3.750 rpm, o motor exige constantes reduções de marchas para embalar a picape de 1.292 quilos – principalmente em ladeiras. Em rodovias, a situação melhora um pouco, pois o propulsor fica mais esperto a rotações elevadas. Ainda assim, é preciso trabalhar frequentemente o câmbio de cinco marchas para ganhar um pouco de disposição em ultrapassagens ou retomar velocidade.

De acordo com a Renault, a Duster Oroch acelera de 0 a 100 km/h em 14,3 segundos e atinge a velocidade máxima de 160 km/h quando abastecida com gasolina ou 13,2 segundos e 164 km/h com etanol no tanque.

Por ainda ser vantajoso no estado de São Paulo, o etanol (preço médio de R$ 2,50 o litro) foi o combustível utilizado durante toda a avaliação. Na cidade, a picape registrou médias de 7 km/l, enquanto na estrada a melhor marca foi de 11 km/l, rodando a velocidades de até 100 km/h.

De qualquer modo, o consumo e o desempenho da Oroch 1.6 podem ser considerados satisfatórios, uma vez que a picape de quase 1.300 kg rodou boa parte do tempo com quatro ocupantes e suas respectivas bagagens.

Um dos destaques da Oroch é a suspensão muito bem calibrada para suportar o piso brasileiro. O sistema (independente nas quatro rodas) absorve com eficiência a buraqueira e proporciona um rodar macio, porém, sem provocar rolagem excessiva da carroceria em curvas.

Durante a avaliação submetemos a picape a situações um pouco mais rigorosas, como rodar por estradas de areia, cascalho, lama, e até mesmo a encarar um pequeno alagamento cuja profundidade chegava à metade das rodas. Graças à boa altura em relação ao solo de 20,6 centímetros e aos pneus de uso misto, a picape superou esses obstáculos sem dificuldades.

Com preço próximo ao das versões mais completas da Strada Adventure (R$ 68.020) e da Saveiro Cross (R$ 69.990), respectivamente, a Duster Oroch Dynamique 1.6 surge como uma opção mais vantajosa em termos de versatilidade, uma vez que é mais espaçosa e confortável, perdendo apenas em desempenho. Caso o comprador tenha a intenção de transportar objetos mais pesados e viajar com frequência, o ideal é partir para a configuração Dynamique 2.0 (a partir R$ 70.790) cujo motor de 148 cv entrega performance mais adequada para esse tipo de veículo – e ainda vai ganhar as opções de câmbio automático e tração 4×4 neste ano.

Comparando com as picapes médias, a Oroch leva vantagem caso não seja realmente necessário ter um veículo com um motorzão mais potente e grandes capacidades off-road e de carga. Além de ser mais barata, a picape da Renault é mais prática para ser utilizada na cidade, principalmente na hora de manobrar (mesmo com a ausência de uma câmera de ré) e disputar espaço no trânsito.

Fotos: Guilherme Silva e Divulgação

Ficha técnica

Modelo
Duster Oroch Dynamique 1.6
CarroceriaCarroceria monobloco, picape, cinco passageiros, quatro portas
Motorquatro cilindros, 1.6 litro, 16 válvulas
Cilindrada (cm³)1.598
Potência (gasolina/etanol)110/115 cv a 5.750 rpm
Torque (gasolina/etanol)15,1/15,9 kgfm a 3.750 rpm
Freios dianteirosDiscos ventilados
Freios traseirosTambores
Suspensão dianteiraTipo MacPherson, triângulos inferiores, amortecedores hidráulicos telescópicos, molas helicoidais e barra estabilizadora
Suspensão traseiraMultilink independente e MacPherson, amortecedores
hidráulicos telescópicos e barra estabilizadora
RodasLiga leve de 16 polegadas
Pneus215/65 R16
DireçãoHidráulica
Peso em ordem de marcha (kg)1.292
Comprimento (metros)4,69
Largura (m)1,82
Altura (m)1,69
Distância entre-eixos (m)2,82
Tanque (litros)50
Volume da caçamba (litros)683
TransmissãoManual de cinco marchas
TraçãoDianteira
Capacidade de carga útil (kg)650
Local de produçãoSão José dos Pinhais (PR), Brasil