Com 33.320 unidades comercializadas em 2015, a Chevrolet S10 terminou mais um ano como a picape média mais vendida do Brasil, completando duas décadas na liderança do segmento – posição que ocupa desde o lançamento da primeira geração, em 1995. A segunda colocação ficou com a Toyota Hilux, com 32.900 emplacamentos, seguida pela Ford Ranger (16.883), Mitsubishi L200 (14.504) e Volkswagen Amarok (12.212).

+ Comparativo: Chevrolet S10 e Toyota Hilux se enfrentam em suas versões mais caras

De acordo com a General Motors, diversos fatores, como a robustez mecânica e a variedade de configurações, são responsáveis pela hegemonia da S10 no mercado nacional. “Essa variedade de combinações permite a customização do veículo de acordo com o desejo e a necessidade do consumidor. Há desde uma opção mais acessível voltada ao trabalho, como a Chassis Cab, até uma caracterizada pela sofisticação e valentia, como a High Country”, explica Samuel Russell, diretor de Marketing da Chevrolet.

A S10 é oferecida em até 18 combinações, com três opções de carroceria (Chassis Cab, simples e dupla), três de motorização (2.4 flex, 2.5 flex com injeção direta e 2.8 turbodiesel), três de transmissão (manual de cinco ou seis marchas e automática de seis velocidades), duas de tração (traseira e 4×4 com seletor eletrônico) e seis versões de acabamento (Advantage, Freeride, LS, LT, LTZ e High Country).

Foto: Divulgação