A Toyota iniciou a exportação do sedã Corolla produzido em Indaiatuba (SP) para o Uruguai. O modelo chega ao país vizinho para substituir o carro que era importado dos Estados Unidos. O motivo da troca não foi revelado, mas, certamente, é um dos reflexos do acordo comercial entre os governos brasileiro e uruguaio.

Por lá, o Corolla será vendido apenas com o motor 1.8, mas em três versões de acabamento (XEi, XEi Plus e SE-G). A variante de entrada conta com câmbio manual de seis marchas, enquanto as demais utilizam transmissão automática do tipo CVT (continuamente variável). Os preços partem de US$ 29.990 e chegam a US$ 35.990 (o equivalente a R$ 119.500 e R$ 143.500 em conversão direta).

O best seller da Toyota sai de fábrica equipado de série com cinco airbags, freios com ABS, ar-condicionado automático, direção com assistência elétrica, sistema multimídia com tela sensível ao toque de 6.1 polegadas com GPS e TV digital, além de rodas aro 16″. A versão topo acrescenta bancos em couro, partida por botão, airbags de cortina e bancos com ajustes elétricos. O controle de estabilidade continua fora do modelo, nem mesmo como opcional.

Foto: Divulgação