Imagine que você está prestes a comprar um SUV compacto com câmbio manual e recebe a oferta de um modelo com o porte do Hyundai Tucson, espaço interno idêntico ao do Honda HR-V e porta-malas bem maior que o do Jeep Renegade, por exemplo. O utilitário esportivo em questão conta também com um motor mais potente que os blocos de 1.6 litro que equipam as versões de entrada do Ford EcoSport e Renault Duster, além de mais equipamentos de série.

Essas características são do Lifan X60. Por R$ 59.990 (versão Talent), o SUV que a marca chinesa monta no Uruguai traz vidros, travas e retrovisores elétricos, ar-condicionado, sensor de estacionamento, faróis com acendimento automático, elétrico, controle de estabilidade e ganchos Isofix para a ancoragem de cadeirinhas infantis no banco traseiro. No caso da configuração VIP, a testada pelo Carsale, o preço sobe a R$ 63.990 com o acréscimo das rodas de liga leve de 18 polegadas (ante o conjunto de aro 16 da Talent) e teto solar.

Na linha 2016, lançada em agosto, o modelo também dispõe de grade frontal e lamternas redesenhadas, molduras nas caixas de roda, bancos revestidos com material que imita couro, seguro total gratuito por um ano e central multimídia Navtech com GPS integrado e câmera de ré.

A central multimídia, inclusive, conta com uma característica curiosa: dois jogos eletrônicos. Em uma época em que esses equipamentos podem ser conectados a smartphones e trazem funções voltadas à segurança, o sistema do chinês permite a qualquer ocupante ter acesso aos joguinhos com o carro em movimento – o que pode prejudicar a concentração do motorista durante a condução do veículo.

Central multimídia do Lifan X60 tem até joguinho

Em termos de motorização, o X60 conta apenas com a opção do bloco de quatro cilindros de 1.8 litro VVT movido apenas a gasolina, que desenvolve 128 cv de potência a 6.000 rpm e 16,8 kgfm de torque a 4.200 rpm. Por entregar a força máxima a altas rotações, o motor mostra certa dificuldade para mover os 1.330 quilos do SUV em arrancadas.

Pontos Fortes
Pontos Fracos
DesignDesempenho a baixas rotações
Espaço internoIsolamento acústico
Nível de equipamentosComportamento em curvas

Pelo fato de o motorista ser obrigado a pisar fundo no acelerador para fazer o X60 embalar, o ruído do motor invade a cabine nas acelerações, destacando a ineficiência do isolamento acústico. Para atenuar esse incômodo, a Lifan adotou um novo câmbio manual de cinco marchas para privilegiar o conforto e o consumo de combustível.

A transmissão presente na linha 2016 possui engates curtos, porém, mostra que ainda precisa melhorar em precisão. Outro item que merece uma revisão por parte da marca chinesa é o pedal de freio, cujo curso é demasiadamente longo e exige certo tempo para que o motorista adquira confiança nas frenagens.

O SUV conta com boa posição de dirigir, que poderia ser melhorada caso o volante tivesse ajuste de profundidade e não apenas de altura. A visibilidade é garantida em manobras pelos enormes retrovisores externos.

Segundo a Lifan, a suspensão do X60 também passou por ajustes. O conjunto tem um acerto que prioriza o conforto, porém, falta firmeza na hora de controlar a inclinação da carroceria em curvas mais acentuadas.

Durante a avaliação, tivemos problemas para aferir com precisão a quantidade de gasolina no tanque do SUV. O medidor do painel oscilou algumas vezes, passando de tanque cheio para meio tanque em poucos quilômetros. Segundo a fabricante, a unidade testada pode ter apresentado algum defeito na boia que mede o nível de combustível ou em alguma programação do painel. Ainda assim, de acordo com nossas contas, a média entre uso urbano e rodoviário foi de 8 km/l (confira na tabela abaixo o consumo aferido pelos engenheiros na pista de testes do Instituto Mauá de Tecnologia).

Lifan X60 2016

Teste Carsale-Mauá
Cidade
Estrada
0 a 100 km/h
Retomada 80-120 km/h
9,5 km/l12,1 km/l12,5 segundos15,4 segundos

Já o acabamento interno é honesto e apresenta uma variedade de materiais, mas há alguns parafusos aparentes, que poderiam ser facilmente escondidos com pequenas tampas plásticas. O visual do modelo chinês chama a atenção. De aparência robusta, com linhas agressivas e repleto de adereços cromados, o Lifan até aparenta pertencer a uma categoria superior.

Espaçoso, o X60 acomoda quatro adultos sem dificuldades e leva até 405 litros de bagagem em seu porta-malas.

Apesar das comparações com os modelos citados no início da matéria, o Lifan X60 tem planos mais modestos: continuar batendo o compatriota Chery Tiggo e manter hegemonia entre os carros de marcas chinesas vendidos no Brasil. Embora apresente pequenas falhas ainda comuns a modelos importados da China, o X60 mostra que a fabricante tem se esforçado para diminuir a distância entre os seus produtos e os das marcas mais tradicionais.

Modelo
Lifan X60 Vip
CarroceriaSUV, 5 passageiros, 4 portas
MotorDianteiro, transversal, 1.8 litro, 4 cilindros 16 válvulas, comando duplo variável, gasolina
Potência128 cv a 6.000 rpm
Torque16,8 kgfm a 4.200 rpm
Freios DianteirosDiscos ventilados
Freios TraseirosDiscos sólidos
Suspensão DianteiraIndependente, tipo McPherson
Suspensão TraseiraIndependente, multi-link
RodasAlumínio de 18 polegadas
Pneus225 / 60 R18
DireçãoHidráulica
Peso em ordem de marcha (kg)1.330
Comprimento (metros)4.32
Largura (m)1.79
Altura (m)1.69
Distância entre-eixos (m)2.6
Tanque (litros)55
Porta-malas (litros)405
TransmissãoManual de cinco marchas
TraçãoDianteira

Fotos: Renan Rodrigues e Divulgação