A Subaru complementa a sua linha de produtos no Brasil com o lançamento da sexta geração dos modelos Legacy e Outback. O sedã e a perua com apelo off-road chegam ao mercado nacional com as atualizações apresentadas no Salão de Chicago de 2014, custando R$ 152.900 e R$ 159.900, respectivamente.

Embora tenham propostas distintas, ambos são equipados com motor de seis cilindros contrapostos (boxer) de 3.6 litros a gasolina, que desenvolve 256 cv de potência a 6.000 rpm e 35,7 kgfm de torque a 4.400 rpm. O conjunto mecânico é composto pela transmissão CVT (continuamente variável), que simula seis marchas no modo manual acionado por borboletas atrás do volante, e sistema de tração integral.

A lista de equipamentos de série é praticamente idêntica. Legacy e Outback saem de fábrica com direção elétrica, ar-condicionado automático de duas zonas, freios com ABS, controles de estabilidade e tração, sete airbags, bancos revestidos de couro com regulagem elétrica e memória para o do motorista, chave presencial, faróis de xenônio, teto solar elétrico, rodas de liga leve de 18 polegadas, central multimídia com tela sensível ao toque, conexões Bluetooth e USB e sistema de áudio premium Harman Kardon. Na Outback há o acréscimo do acionamento elétrico da tampa do porta-malas.

O novo Legacy cresceu 41 mm em comparação com a geração anterior. O sedã de praticamente 4,80 metros de comprimento e 2,80 m de distância entre-eixos oferece espaço interno generoso e acomoda bons 506 litros de bagagem no porta-malas. A cabine do modelo tem visual sóbrio, mas é montada com materiais de boa qualidade, sem inovações ou firulas.

O ponto forte do modelo, como na maioria dos carros da Subaru, é a dirigibilidade. O Legacy tem rodar macio, mas transmite segurança mesmo em curvas mais rápidas por conta do bom acerto da suspensão e da tração integral. O motor dá conta do recado na hora de empurrar os mais de 1.500 kg do sedã, apesar de o torque máximo ser disponibilizado a rotações mais elevadas. O ronco metálico dos seis cilindros agrada durante as acelerações mais fortes. Segundo a Subaru, o Legacy vai de 0 a 100 km/h em 7,2 segundos e atinge a velocidade máxima de 240 km/h.

Tanto o Legacy como a Outback possuem o sistema que altera os parâmetros do acelerador, motor e transmissão, possibilitando ao motorista escolher entre três modos de condução: Intelligent (prioriza o conforto e a economia de combustível), Sport (deixa o carro com respostas mais ágeis) e Sport Sharp (é o mais agressivo dos três, realiza trocas de marchas a rotações mais elevadas, favorecendo o desempenho).

A perua, entretanto, conta com o sistema X-Mode, que atua no controle de tração e no assistente de frenagem em descidas para garantir mais aderência em aclives e declives íngremes e com pouca aderência.

Já a Outback é enquadrada em uma categoria definida pela Subaru como “CrosSUV”. A marca diz que o modelo não tem concorrentes diretos por unir o estilo de um crossover com as caraterísticas de robustez e versatilidade de um SUV. Medindo generosos 4,81 metros de comprimento por 1,84 m de largura, 1,67 m de altura e 2,74 m de distância entre-eixos, a perua leva 512 litros de bagagem (embora a Subaru divulgue apenas a capacidade máxima até o teto, que é de 1.048 litros).

Embora seja comparada com os utilitários esportivos, a Outback leva vantagem no comportamento dinâmico de carro de passeio. A carroceria tem inclinação moderada em curvas graças à atuação da tração integral, que contribui para deixar a perua em sua trajetória. Infelizmente não testamos a perua no fora-de-estrada, mas se a ocasião obrigar a encarar uma estrada de terra, a Outback deve se comportar melhor que a maioria dos utilitários esportivos, pois o seu sistema de tração 4×4 funciona de maneira permanente.

Na estrada, ela tem comportamento parecido com o do Legacy, mas leva uma pequena desvantagem na aceleração de 0 a 100 km/h (7,6 segundos) e na velocidade final (235 km/h) devido o seu maior peso (1.675 kg) e altura.

Como os demais Subaru, Legacy e Outback tentam agradar os seus donos com dirigibilidade e comportamento dinâmico afinados. Os dois modelos seguem a premissa comum em carros japoneses de serem funcionais e robustos, deixando de lado firulas de conveniência e até mesmo itens tecnológicos – como o sistema start-stop, por exemplo, cada vez mais comum em modelos dessa faixa de preços. Obviamente que faz falta a oferta de GPS de série em carros de mais de R$ 150 mil, mas se uma das prioridades do comprador for o bom desempenho proporcionado por um conjunto mecânico muito bem acertado, Legacy e Outback podem encarar com igualdade diversos modelos de marcas alemãs e até mesmo japonesas sem restrições.

No entanto, a própria Subaru sabe que é difícil encarar a concorrência mais consolidada e inicia as vendas dos modelos com baixa expectativa: entre sete e dez carros por mês. Os números até que são realistas para uma marca que fechará o ano com 12 concessionárias no Brasil. Para 2016, a meta é expandir a rede para 20 pontos de venda no país.

Teste-drive a convite da Subaru

Ficha técnica

ModeloSubaru LegacySubaru Outback
PreçoR$ 152.900R$ 159.900
Motorlongitudinal, seis cilindros contrapostos, 3.6 litros, 24 válvulas, a gasolinalongitudinal, seis cilindros contrapostos, 3.6 litros, 24 válvulas, a gasolina
Cilindrada (cm³)3.6303.630
Potência256 cv a 6.000 rpm256 cv a 6.000 rpm
Torque (gasolina/etanol)35,7 kgfm a 4.400 rpm35,7 kgfm a 4.400 rpm
Freios dianteirosDiscos ventilados com ABS e EBDDiscos ventilados com ABS e EBD
Freios traseirosDiscos ventilados com ABS e EBDDiscos ventilados com ABS e EBD
Suspensão dianteiraIndependente, McPherson, molas helicoidaisIndependente, McPherson, molas helicoidais
Suspensão traseiraIndependente, braços sobrepostos, molas helicoidaisIndependente, braços sobrepostos, molas helicoidais
RodasLiga leve de 18 polegadasLiga leve de 18 polegadas
Pneus225/50 R18225/60 R18
DireçãoElétricaElétrica
Peso em ordem de marcha (kg)1.5381.675
Comprimento (metros)4,794,81
Largura (m)1,841,84
Altura (m)1,501,67
Distância entre-eixos (m)2,752,74
Tanque (litros)6060
Porta-malas (litros)506512 (1.048 até o teto)
TransmissãoCVT com simulação de seis marchasCVT com simulação de seis marchas
TraçãoIntegralIntegral