A conta do chamado Dieselgate, escândalo envolvendo o grupo Volkswagen e seus motores a diesel, está começando a tomar as proporções que a empresa não queria. De acordo com os números de novembro, as vendas da fabricante alemã caíram 25% nos Estados Unidos.

Ainda estávamos em setembro quando a Agência de Proteção Ambiental revelou o software que maquiava as emissões dos motores. Agora, quase dois meses depois, a fabricante alemã está experimentando sua primeira grande queda nas vendas. Em novembro foram 23.882 carros vendidos, o que, em comparação ao mesmo mês de 2014, representa uma queda de quase 8.000 unidades ou 24,7%.

O Golf e Passat são os modelos mais afetados com quedas de 64% e 60%, respectivamente. Desde o início do ano até o momento, a Volkswagen vendeu 318.484 carros nos Estados Unidos, representando uma queda de 4.33% em relação aos 332.912 vendidos no mesmo período do ano passado. A empresa apenas informou que está trabalhando para encontrar uma solução para os motores atingidos.