Depois de ser flagrado sem disfarces, o Citroën Aircross reestilizado finalmente foi revelado pela marca francesa. A apresentação aconteceu nesta quinta-feira (25) em Porto Real, no Rio de Janeiro, onde fica localizada a fábrica da Citroën. As primeiras unidades do novo C3 Aircross chegam às lojas durante essa semana.

O novo Aircross estreia com versões para todos os gostos: pode vir ou não equipado com o estepe na tampa na traseira. De acordo com a Citroën, o mix de produção é de 30% sem o estepe aparente e 70% com o item. A ampla gama de variantes do novo Aircross tem como objetivo também atender a demanda do C3 Picasso, que será descontinuado.

Sem o estepe na traseira, as versões do monovolume recebem os nomes Start e Live, enquanto as variantes com o estepe foram batizadas de Feel e Shine. As configuraçãoes Start e Live têm os mesmo preços de janeiro de 2015, sendo que as Feel e Shine estão mais baratas que o antigo C3 Picasso.

Confira abaixo as versões e preços do novo Aircross:

    • Aircross 1.5 Start: R$ 49.990
    • Aircross 1.5 Live: R$ 53.990
    • Aircross 1.6 Live automático: R$ 58.990
    • Aircross 1.6 Feel: R$ 58.990
    • Aircross 1.6 Feel automático: R$ 63.290
    • Aircross 1.6 Shine automático: R$ 69.290

Novo visual

O Aircross reestilizado passa a contar com novo desenho da grade e para-choque dianteiros. Os faróis são novos e contam com luzes diurnas de LED. A traseira também sofreu mudanças estéticas. Nas laterais, o letreiro com o nome do carro tem novo grafismo, enquanto os para-lamas terão molduras plásticas para dar a impressão de robustez.

Internamente a cabine apresenta uma estética com formas mais quadradas, padrão chamado pela empresa como Squarcle (fusão de square e circle, quadrado e círculo em inglês). A central multimídia que antes ficava localizada na parte superior do painel, agora se encontra no console central e conta com tela sensível ao toque de sete polegadas. A ferramenta é compatível com os sistemas MirrorLink e Apple CarPlay, possibilitando espelhar os smartphones.

Motor e equipamentos

Mecanicamente, o Aircross mantém o motor 1.6 de 122 cv e 16,4 kgfm de torque, porém passa a utilizar óleo de baixa viscosidade e novos retentores para garantir uma melhora no consumo de combustível e diminuição das emissões. O motor 1.5 de 93 cv que equipava o C3 Picasso passa a fazer parte da gama. O câmbio automático de quatro velocidades ganhou a função Eco Drive, que reduz o consumo em 5%, enquanto o manual foi alongado em 5% e ganhou indicador de troca de marchas.

 

Por fim, o monovolume recebeu uma nova direção elétrica progressiva, que, segundo a marca, está mais precisa em médias e altas velocidades. também são itens de série ar-condicionado, vidros elétricos, direção elétrica e rádio com conexão Bluetooth.

O Carsale participa nesta terça-feira (24) de um test-drive com o novo Aircross e publicará as impressões em breve.