Após a Ford anunciar que dentro de cinco anos terá seu veículo autônomo, a Chevrolet deu pistas que poderá trabalhar em conjunto com a Google para desenvolver seu próprio veículo que dispensa motorista.

A parceria também serviria como resposta à Apple, que está em meio a boatos de construção do próprio carro. Porém, a empresa dona do sistema Android está quilômetros a frente, uma vez que seus carros já acumulam grandes distâncias pilotando sozinhos pelas estradas norte-americanas.

Apesar de valer US$ 495 bilhões, ou seja, mais que o triplo do tamanho da GM, Ford e Fiat Chrysler combinadas, a gigante com sede em Mountain View não deseja se tornar uma fabricante, mas juntar-se com as existentes.

Este parceiro poderia ser a Chevrolet, ao menos segundo o chefe de desenvolvimento de produto da empresa, Mark Reuss. Em entrevista a Bloomblerg, Reuss afirmou que a GM sabe fazer carros, enquanto a Google tem muitas capacidades técnicas, tornando um possível trabalho em conjunto interessante. A General Motors já trabalha em um sistema de condução autônoma, batizado de Super Cruise, a tecnologia estreará no Caddilac CT6. Ainda assim, a parceria com a empresa de tecnologia traria um know-how valioso, além de cortar custos e tempo rapidamente.