O leitor do Carsale já sabe que o supercarro Nissan GT-R tem estreia confirmada no Brasil em 2016. A fabricante japonesa ressaltou também que, em breve, revelará aos brasileiros o preço e o pacote do modelo a ser importado ao País. Enquanto isso, fãs do Godzilla podem aproveitar para conferir a história do ícone nipônico abaixo e a galeria com 29 imagens de suas gerações e versões.

O nome GT-R (Gran Turismo Racing) surgiu na linha Nissan, pela primeira vez, para batizar a versão de alta performance do sedã Skyline, em fevereiro de 1969. Os engenheiros da Nissan decidiram colocar um motor de alta performance em um modelo da linha – um 2 litros de seis cilindros e 24 válvulas, que desenvolvia 160 cavalos de potência e entregava 18 kgfm de torque – e criaram o Skyline GT2000. Esse propulsor era muito parecido com o GR8 que equipava o R380, carro de competição produzido pela Prince, empresa adquirida pela Nissan nos anos 1960 e que produzia o Skyline.

Depois surgiu o Skyline GT-R, que ficou famoso por atingir 200 km/h de velocidade máxima, performance que colaborou para que se tornasse uma lenda, com mais de 50 vitórias em provas de automobilismo em dois anos e dez meses, feito marcante para a história das corridas no Japão. Por conta disso, dizia-se na época que o “único rival do Skyline era o Skyline”.

Após 16 anos, o nome GT-R ressurgiu em 1989 na oitava geração do Skyline (R32). Equipado com um motor de 2,6 litros de seis cilindros e 280 cavalos de potência, contava com tração integral controlada eletronicamente e conversor de torque, além de suspensão multibraços nas quatro rodas. Um dos feitos nessa fase foi não ter perdido uma única prova disputada em campeonatos japoneses.

Apesar de não carregar mais o nome Skyline, e ser um modelo totalmente novo, o Nissan GT-R traz forte herança de seu predecessor ao manter características como tração integral, motor biturbo e a assinatura de design: as lanternas redondas, mantidas a pedido do CEO da Nissan, Carlos Ghosn, o principal responsável pelo surgimento dessa geração. O propulsor (VR38) ainda tem seis cilindros, só que agora é em V. Outra característica do superesportivo é o apelido ‘Godzilla’, dado pela imprensa por conta de sua força fora do comum e origem japonesa.

Como parte da estratégia de globalizar o modelo – até então somente comercializado no Japão –, a marca lançou o Nissan GT-R nos Estados Unidos (em 2008) e na Europa (em 2009). Na mesma época, o modelo obteve a volta mais rápida do circuito de Nürburgring, feita em 7 minutos e 38 segundos quase dois segundos abaixo do seu principal concorrente de origem alemã. Em 2013, o esportivo voltou ao mítico autódromo alemão, pulverizou todos os recordes e tornou-se o esportivo de produção em série a deter a volta mais rápida até hoje: 7,08 minutos.