O ano de 2020 promete marcar a estreia da era dos carros autônomos. Mercedes-Benz e Volvo foram uma das primeiras marcas a afirmar que seus carros autopilotáveis ganhariam as ruas nessa data e, na tarde desta quinta-feira (29), a Ford também confirmou que poderá fazer parte deste plano. A informação foi revelada por Thomas Lukaszewicz, responsável pela área de direção automatizada do Centro de Pesquisa e Engenharia Avançada da Ford em Aachen (Alemanha), durante um seminário sobre segurança veicular e novas tecnologias realizado em São Paulo. O executivo afirmou que em cinco anos a marca norte-americana espera ter o seu autônomo.

Durante um seminário Thomas também mostrou o que está desenvolvendo atualmente nesse sentido. De acordo com ele, a evolução dos sistemas de assistência ao motorista, assistência em congestionamentos e estacionamento abre o caminho para atender essa nova tendência do mercado automobilístico. “Além dessas tecnologias, a viabilização dos carros autônomos depende principalmente de mapas de alta definição e infraestrutura”, afirmou.

Thomas Lukaszewicz, chefe de direção automatizada do Centro de Pesquisa e Engenharia Avançada da Ford

Com o objetivo de tornar a direção dos veículos mais segura e inteligente, o chefe de Engenharia da Ford América do Sul, João Filho, mostrou que as linhas da Ford já adotam sistemas semiautônomos numa direção para o futuro, entre eles o Focus e o Fusion”

Tecnologias

De acordo com a Ford, em suas pesquisas avançadas sobre cenectividade de veículos, as apostas são duas: a comunicação veículo-a-veículo (V2V) e veículo-a-infraestrutura (V2I), usando a tecnologia W-LAN e rede de celular, com coleta e processamento de dados no veículo pelo sistema SYNC da Ford.

Como exemplo de tecnologia de comunicação veículo-a-veículo está o conceito S-MAX, que usa conexão wi-fi para interagir com outros veículos equipados e com a infraestrutura viária. Em caso de trânsito do lado oposto da estrada, por exemplo, uma mensagem de alerta pode ser passada de um veículo a outro por muitos quilômetros, ampliando o alcance relativamente limitado do wi-fi. O sistema de estacionamento totalmente automático é outro avanço de segurança e conveniência.

Já a câmera de visão dianteira, instalada na grade do veículo, permite uma visão de 180 graus em cruzamentos e saídas de estacionamento. Outro tipo de câmera começa a ser usado para o reconhecimento de sinais de trânsito, informando o motorista sobre o limite de velocidade e restrições de ultrapassagens. Ela também permite o uso de dados do mapa, junto com o sistema de navegação.

Até a tecnologia dos faróis conta com inovações que têm impacto direto no nível de segurança na estrada. O sistema avançado de iluminação baseado em câmera da Ford se adapta a cada situação para oferecer máxima visibilidade. Além de reconhecer a luz ambiente que circunda o veículo, ajusta o ângulo e a intensidade dos faróis de acordo com a velocidade, o ângulo de direção e a distância de algum objeto no caminho. No caso de a câmera detectar um cruzamento, uma rotatória, uma placa de preferencial ou “pare”, por exemplo, a distribuição de luz dos faróis é adaptada automaticamente.