A Peugeot apresentou nesta quarta-feira (28) o hatch médio 308 em sua linha 2016. O modelo ganhou uma reestilização inspirada em seus carros conceitos e no atual design da família Peugeot e uma novidade em termos de motorização.

Por fora, o 308 exibe novo desenho da dianteira, faróis com máscara negra e LEDs para uso diurno — tecnologia também presente nas lanternas. As rodas são as mesmas do crossover 2008. No interior da cabine, os bancos passam a contar com novo acabamento, enquanto o volante é sempre revestido de couro. A nova central multimídia é compatível com os sistemas Apple CarPlay e Android através do Mirror Link. A central também conta com memória interna de 16GB para armazenamento de músicas.

A versão de entrada Allure segue equipada com a mesma motorização, ou seja, o conhecido propulsor 1.6 de 122 cv e 16,4 kgfm de torque. Apesar disso, segundo a Peugeot, o bloco passou por melhorias para ampliar o torque e melhorar a eficiência energética. A transmissão é manual de cinco velocidades.

A configuração Allure também pode ser equipada com o motor 2.0 de 16V, capaz de render 151 cv e entregar 22 kgfm de torque. O câmbio o câmbio é automático de seis velocidades.

A novidade mais importante ficou com a variante topo de linha Griffe, que agora conta com motor 1.6 THP turbo flex e câmbio automático de seis velocidades, que estreia a função Eco. Com a função ativada, o hatch é capaz de economizar até 7% de combustível.

O bloco é o mesmo utilizado no 2008 e conta com injeção direta de combustível. O motor gera 173 cv de potência e 24,5 kgfm de torque. Para garantir agilidade nas arrancadas, o torque de 16 kgfm está disponível a partir de 1.000 rpm.

Confira detalhes e preços das três versões do 308 linha 2016:

  • 1.6 Allure manual – R$ 69.900 (R$ 4 mil a mais que a versão 2015) : Ar-condicionado de duas zonas, direção eletro-hidráulica, central multimídia com tela sensível ao toque, revestimento parcial de couro, banco do motorista com ajuste de altura manual, computador de bordo, teto panorâmico, sensores de chuva, ré e crepuscular, volante multifuncional com regulagem de altura e profundidade, retrovisores elétricos, faróis de neblina, regulador e limitador de velocidade, além de seis airbags, sistema Isofix para cadeirinhas e freios a disco. As rodas são de 17 polegadas.
  • 2.0 Allure automática – R$ 75.900 (R$ 1 mil a mais que a versão 2015): Conta com todos os itens da versão 1.6 Allure manual e adiciona apenas controle de estabilidade (ESP).
  • 1.6 THP Griffe – R$ 82.900 (R$ 1 mil a mais a versão 2015): Traz os mesmos itens da versão 2.0 Allure automática e adiciona sensor de estacionamento dianteiro, câmera de ré, GPS, bancos de couro perfurado e rodas diamantadas.

Com isso, segundo a Peugeot, a estratégia é oferecer carros melhores equipados que a concorrência. Outra estratégia adotada pela marca francesa é uma parceria com a Sony, que desenvolveu dois aplicativos para a marca. O primeiro deles procura assistências da marca, enquanto o segundo lê notícias de determinadas fontes e temas em voz alta.

Além disso, para marcar o lançamento, os 308 primeiros clientes ganharão um smartphone Sony Xperia Z3. Essa estratégia faz parte da “Experiência Peugeot”, que dará um bônus de R$ 3.000 e três anos de revisão para os compradores do modelo.

Sendo assim, para o próximo ano, a marca espera ficar com 8% do segmento de hatches médios, alcançando vendas entre 250 e 300 unidades por mês. Dessas vendas, 50% seriam da unidade de entrada, 30% da versão topo e 20% das vendas seriam de carros com motor 2.0. A marca também confirmou a chegada da versão francesa, que já está em homologação no Brasil e aguarda o melhor cenário econômico para o lançamento.

Impressões ao dirigir

O Carsale teve a oportunidade de guiar o Peugeot 208 equipado com a motorização 1.6 THP turbo flex. Durante o teste-drive o hatch mostrou desempenho satisfatório, com entrega inicial de torque satisfatória para as arrancadas ou entradas em rodovias.

O restante do torque, ou seja, os 8,5 kgfm entregues a partir dos 1.400 rpm (os demais 16 kgfm, como dito acima, estão disponíveis a partir dos mil giros) são suficientes para garantir boas retomadas e ultrapassagens.

O câmbio automático de seis marchas trabalha em boa sintonia com o motor. As trocas normalmente são suaves, mas a transmissão demora um pouco para responder quando há necessidade de uma aceleração mais forte.

A Peugeot declarou que a suspensão passou por ajustes visando aumentar o conforto e a esportividade. Com isso, qualquer divisa de asfalto ou buracos são perceptíveis dentro do veículo, especialmente nos bancos traseiros.

O belo design do hatch que inclui o teto panorâmico, a lista de equipamentos recheada, o espaço satisfatório e o acabamento honesto continuam sendo os trunfos do Peugeot 308.

Fotos: Divulgação e Renan Rodrigues