Apresentado em janeiro deste ano no Salão de Detroit (EUA), o superesportivo Honda NSX teve as suas especificações reveladas. Famoso por ter sido desenvolvido em sua primeira geração (1990) com a ajuda de Ayrton Senna, o NSX renasce com sistema híbrido de propulsão.

O conjunto é composto por três motores elétricos e um bloco central 3.5 V6 biturbo com injeção direta de gasolina, somando 573 cavalos de potência. O câmbio de dupla embreagem possui nove marchas. Também são destaques os três modos de condução (Sport, Sport+, Track e Quiet), que alteram parâmetros de configurações do motor, chassi e câmbio. Pesando 1.725 kg, o NSX alcança velocidade máxima de 307 km/h. O sistema de tração é integral.

Fabricado na planta da Honda em Ohio (EUA) o superesportivo híbrido será comercializado no país com o logo da divisão de luxo da Honda, a Acura. Nos demais países será vendido com o escudo da Honda.

No mercado norte-americano o Acura NSX estreará com preço estimado de US$ 150 mil. Esse valor fica próximo de dois concorrentes diretos do NSX: o Porsche 911 Turbo, que parte de US$ 151.100 e o Audi R8 V10, com preço de US$ 153.900.

A expectativa é de que no Brasil o Honda NSX poderá ser vendido futuramente por cerca de R$ 1 milhão, levando em consideração impostos e cotação do dólar.

Fotos: Divulgação