A ordem do momento no mundo automotivo é pensar na tecnologia autônoma. Com a Nissan não será diferente. A fabricante japonesa pretende implementar a novidade em seus carros até 2020. Sendo assim, os trabalhos de engenheiros do outro lado do mundo começam a aparecer. O primeiro deles é um protótipo do elétrico Leaf, que pode mudar de faixa e ultrapassar veículos completamente sozinho.

O sistema foi batizado de Piloted Drive 1.0 e será oferecido pela marca no Japão até o final do próximo ano. Segundo a Nissan, independentemente de quem estiver ao volante, os ocupantes se sentirão à bordo de um veículo dirigido por um motorista profissional. O Leaf equipado com a ferramenta autônoma começou a ser testado recenemente no Centro de Tecnologia Avançada em Tóquio.

Confira também a galeria de fotos do Leaf 2016 convencional, sem a tecnologia autônoma:

A ideia da Nissan é concluir o projeto Intelligent Driving em etapas. Até o final de 2016 a fabricante pretende adicionar piloto e estacionamento automáticos, enquanto o recurso de mudança de pista por iniciativa do veículos chegará apenas em 2018. O projeto será completado com tecnologia completamente autônoma até o final da década.

O primeiro passo para inserção desses diferenciais foi equipar o compacto elétrico com mais de 20 sensores, dando a ele uma “visão em 360 graus”. Além disso, uma espécie de scanner à laser faz parte do Piloted Drive 1.0. Com ele, o Leaf determina a distância entre veículos e espaços, podendo achar uma alternativa para seguir caminho. Por fim, oito câmeras auxiliam na criação de rotas e monitoramento de cruzamentos. O carro também conta com o modo Manual Drive, que permite ao motorista assumir o volante.