A Ford Ranger foi escolhida pelo Exército Argentino para ser utilizada no abastecimento de bases argentinas permanentes e temporárias no território sul da Antártica. A picape em questão passou por algumas modificações para ser capaz de enfrentar as condições extremas de até 38º centígrados negativos e ventos que chegam a 220 km/h.

A Ford destaca, entre as mudanças, que a picape foi equipada com vidros blindados devido aos ventos fortes. O motor continua sendo o turbodiesel de cinco cilindros. Os equipamentos seguem o padrão de série da Ranger, com freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem, airbags dianteiros, laterais e de cortina, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, controle de carga adaptativo, controle de estabilidade de reboque, luz de frenagem de emergência e controle eletrônico de descida acentuada.

De acordo com informações da Ford, a Ranger é o único veículo não militar a ser usado no Continente da Antártica. A picape auxiliará na distribuição de suprimentos, transporte de estudantes quando as condições climáticas não forem favoráveis, além de ir até o lago que abastece a base de água potável e à futura pista de pouso. Há a possibilidade de a picape ser utilizada para ajudar nas pesquisas científicas nas geleiras, quando as condições da neve permitem.