Para tentar recuperar a liderança do segmento de SUVs compactos, perdida nos últimos meses para o Honda HR-V, a Ford lança a linha 2016 do EcoSport com versões reposicionadas e a oferta da transmissão PowerShift com o motor de 1.6 litro TiVCT de 131 cv, que substitui o 1.6 Sigma de 115 cv.

Com o novo conjunto mecânico, o EcoSport parte de R$ 68.980 na versão SE Direct para compra direta ou encomenda, visando portadores de necessidades especiais, isentos de alguns tributos na compra de veículos com câmbio automático de até R$ 70 mil (veja abaixo os preços das demais versões).

Durante a apresentação do modelo, a Ford enfatizou a comparação de preços e pacote de equipamentos com os das configurações 1.8 flex do Jeep Renegade, assumindo, de certa forma, a dificuldade de retornar ao lugar agora ocupado pelo Honda HR-V.

Para comportar a transmissão PowerShift, o EcoSport teve de receber o motor 1.6 que já equipava as versões mais completas do New Fiesta e as configurações de entrada do Focus. Após receber algumas melhorias, o propulsor passou a entregar 126 cv de potência e 15,3 kgfm de torque com gasolina e 131 cv e 16,1 kgfm quando abastecido com etanol. Para privilegiar a economia de combustível, a Ford adotou soluções como pistões de baixo atrito, tuchos polidos, bomba de óleo variável e lubrificante de baixa viscosidade (5W20).

Outra solução adotada para privilegiar a eficiência energética é o uso de pneus de baixo atrito, que, segundo a Ford, reduzem o consumo de combustível em até 3%. Nos testes do Inmetro, o SUV atingiu classificação máxima (A) com médias de 7,2 km/l na cidade e 8,3 km/l na estrada com etanol. Abastecido com gasolina, as marcas são de 10,2 km/l em trecho urbano e 12,1 km/l em percurso rodoviário.

Os dados de fábrica informam que o EcoSport 1.6 PowerShift acelera de 0 a 100 km/h em 11,8 segundos e realiza a retomada de 80 km/h a 120 km/h em 9,5 segundos.

Outra novidade é o sistema multimídia SYNC atualizado. O equipamento passa a contar com a Assistência de Emergência, que aciona o SAMU em caso de acidente, e a conectividade Applink (permite utilizar os aplicativos de smartphones por meio do comando de voz).

Versões, preços e principais equipamentos de série do Ford EcoSport 1.6 PowerShift:

EcoSport SE Direct 1.6 PowerShift (R$ 68.890): ar-condicionado; direção elétrica; vidros dianteiros elétricos; rodas de aço de 15 polegadas; faróis de neblina; controles de estabilidade e tração; assistente de partida em rampas; piloto automático; espelhos retrovisores com pisca integrado; computador de bordo; sistema multimídia SYNC com Applink, Bluetooth, USB, CD, assistência de emergência e comando de voz; My Key e volante com controles de áudio e telefone.

EcoSport SE 1.6 PowerShift (R$ 71.900): itens da versão anterior com o acréscimo de rodas de liga leve de 15 polegadas.

EcoSport Freestyle 1.6 PowerShift (R$ 76.900): adiciona vidros elétricos com abertura e fechamento global; sensor de estacionamento traseiro e acabamento da grade frontal, rodas e retrovisores na cor cinza.

EcoSport Freestyle 1.6 PowerShift Plus (R$ 80.300): pacote anterior, mais airbags laterais e de cortina e bancos revestidos de couro.

O motor 2.0 de 141/147 cv de potência (gasolina/etanol) ficará disponível apenas na versão Titanium PowerShift e Freestyle 4WD manual.

Volta rápida

O Carsale participou de uma prévia do lançamento do EcoSport 1.6 PowerShift nas proximidades da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP) – o lançamento do modelo será na semana que vem, no Rio Grande do Sul. No rápido teste-drive foi possível constatar que o motor mais potente deixou o SUV mais esperto em relação ao propulsor 1.6 anterior. O câmbio de dupla embreagem tem funcionamento suave, mas fica indeciso na hora de elevar ou reduzir marchas em situações de subidas, por exemplo. Uma avaliação mais completa do modelo será feita durante o evento de lançamento, nos próximos dias 31 de setembro e 1º de outubro. Portanto, fique ligado aqui no Carsale para saber mais informações sobre o EcoSport 1.6 PowerShift.

Fotos: Divulgação