Durante a Semana de Mobilidade 2015 acontece um importante evento na cidade de São Paulo, o Salão Latino-Americano de Veículo Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias. Entretanto, a exposição passa despercebida para muitos, principalmente, pela pequena frota e pelo quase inexistente incentivo à compra desse tipo de carro no Brasil.

Porém, a Porsche acredita que, em algum momento, a situação irá mudar. Como prova disso, a marca alemã está exibindo pela primeira vez no Brasil o Cayenne E-Hybrid. Vale destacar que esse foi o primeiro evento em que a Porsche participou oficialmente e não representada pela importadora Stuttgart Sportcar como era anteriormente.

A Porsche foi além e revelou que espera receber incentivos do Governo mas, enquanto isso, já faz planos para trazer o Cayenne E-Hybrid ao país. O modelo que, como o nome diz, usa tecnologia híbrida plug-in – ou seja, além do motor a combustão utiliza também um propulsor elétrico – é vendido por 62 mil libras esterlinas na Inglaterra (cerca de R$ 371 mil em uma conversão simples livre de impostos).

O SUV conta com 416 cv de potência total, sendo que 333 cv são provenientes do motor a combustão, enquanto o restante da força é entregue pelo propulsor elétrico. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 5,9 segundos e a velocidade máxima é de 243 km/h, de acordo com a Porsche. Graças à tecnologia híbrida, o modelo tem consumo médio de gasolina de 29,4 km/l e emite 79 g de dióxido de carbono por quilômetro.

Por dentro, o veículo conta com todo o requinte de um Porsche, com materiais de ótima qualidade, bancos com acabamento em couro, além de lanternas, faróis e luzes diurnas em LED. Entre os itens de segurança, estão freios de cerâmica, função auto hold, freio de estacionamento elétrico e aviso de mudança de faixa. O câmbio é automático de oito velocidades e a tração é integral permanente com diferencial central com função autobloqueio. Em condições normais, 60 % da força propulsora é enviada ao eixo traseiro.

Os primeiros sinais de que os governantes pretendem colaborar com os carros dotados de tecnologia “verde” ocorreram em São Paulo. Para incentivar o uso de carros híbridos, a Prefeitura da cidade isentou os veículos desse tipo do rodízio e abriu mão da sua parte no IPVA. Agora, o Governo Federal, através do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), aprovou a redução do Imposto de Importação para carros híbridos. A alíquota baixará dos atuais 35% para percentuais que variam entre zero, 2% e 5%. Apesar disso, veículos 100% elétricos não foram colocados na resolução.

Serviço

O Salão Latino-Americano de Veículo Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias acontece até o próximo sábado (26) das 12h às 20h, no Expo Center Norte – Pavilhão Amarelo. O endereço é Rua José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme, em São Paulo (SP).