À venda no Brasil desde o começo do mês – nas versões Momentum (R$ 319 mil) e Inscription (R$ 363 mil) – a nova geração do Volvo XC90 atingiu a nota máxima de segurança nos testes que avaliam a proteção aos ocupantes em caso de colisão frontal e a eficiência do sistema de frenagem autônoma de emergência. A avaliação foi feita pela Insurance Institute for Highway Safety (IIHS), uma entidade independente que atua na área de segurança no trânsito nos Estados Unidos.

Segundo a IIHS, o novo Volvo XC90 apresentou boa capacidade de absorção no teste de impacto frontal parcial, com uma deformação de menos de duas polegadas (cinco centímetros) na área do motorista. O boneco que simulava o condutor teve o seu movimento bem controlado, enquanto os airbags frontais e de cortina apresentaram eficiência na proteção à cabeça. A entidade diz que as medições feitas no boneco após o impacto mostraram que, em um acidente real, haveria um baixo risco de ocorrer lesões graves nos ocupantes do veículo.

A IIHS avaliou também o sistema de frenagem autônoma. Foram realizados testes a 12 e 25 milhas por hora (19 km/h e 40 km/h, respectivamente), que mostraram a eficiência do sistema na hora de evitar impactos.

Para certificar um veículo com a nota máxima, a entidade avalia a capacidade de absorção de impactos frontais e laterais, a rigidez do teto e a eficiência da proteção dos encostos de cabeça.