Lançada no Japão em outubro de 2013, a terceira geração do Honda Fit ganhará discretas atualizações exclusivas para aquele país na linha 2016, que chega às lojas no próximo dia 25. A mudança mais notória está na grade dianteira, definida apenas por uma barra horizontal. A versão híbrida agora possui duas tonalidades de azul metálico.

Por dentro, o monovolume passa a contar com ar-condicionado automático controlado por meio de uma tela de plasma sensível ao toque que será item de série em todas as versões. Há também o acréscimo de central multimídia com câmera de ré e TV digital, além de espelhos com aquecimento e para-brisas com repelente de água.

 

As motorizações disponíveis não sofreram alterações. O Fit japonês continua sendo equipado com os blocos a gasolina de 1.3 litros de ciclo Atkinson de 102 cv e 1.5 litro i-VTEC de 120 cv, associados aos câmbios manuais de cinco e seis marchas, respectivamente – com a opção da caixa CVT (continuamente variável). A versão híbrida combina um propulsor a combustão de 1.5 litro de 130 cv e outro elétrico com uma transmissão automatizada de sete velocidade e dupla embreagem.

Os preços vão de 1,29 milhão (cerca de R$ 43.890 em conversão direta) na versão de entrada com motor 1.3 a 2,2 milhões de ienes (R$ 75 mil) na configuração híbrida com tração integral.

Fotos: Divulgação