A Dacia bem que poderia levar o Renault Sandero R.S. brasileiro emprestado para Frankfurt, porém, a subsidiária da fabricante francesa preferiu levar uma leve atualização do Duster.

A mais notável delas é a introdução do inédito automatizado Easy-R de cinco marchas, que por aqui equipa o Logan e o Sandero, além dos novos motores, que enquadram o Duster nas normas de emissões do Euro6. Entre eles, uma atualização do bloco 1.6 de 115 cv, que agora tem consumo médio de 15.6 km/l. Por lá há outros mais modernos, como um 1.2 TCe turbo de 125 cv, além do 1.5 dCi diesel com 90 cv ou 110 cv, além da inclusão do sistema Start/Stop e recuperação de energia durante a frenagem no bloco 0.9 TCe de 90 cv e 14,2 kgfm, o consumo desse motor é de 20.4 km/l.

O Dacia também mostrou o Duster Edition 2016, que conta com visual mais aventureiro, nova opção de cor da carroceria, acabamento interno em dois tons, rodas de 16 polegadas, além do sistema multimídia Media-Nav com tela de sete polegadas sensível ao toque.