Embora esteja repleto de esportivos, modelos de luxo, além de carros dotados das mais avançadas tecnologias voltadas à condução autônoma e à redução de emissões, o Salão de Frankfurt, na Alemanha, também é palco de boa parte dos últimos lançamentos do segmentos de picapes médias que estão com o passaporte carimbado para desembarcarem no Brasil.

A décima segunda geração da Nissan Frontier, conhecida no mercado europeu como NP300 Navara, foi lançada na Ásia no ano passado e agora está sendo apresentada na Europa. Totalmente reformulado, o modelo teve o motor de 2.5 litros turbodiesel de 190 cv substituído por um propulsor mais moderno de 2.3 litros de mesma potência e otimizado para atender às novas normas de emissões e consumo europeias.

 

A nova Frontier chega à Europa equipada com assistências de partida em subidas e de frenagem em descidas, câmera de ré, entre outros itens. O Carsale pôde notar uma evolução em termos de acabamento interno e ergonomia nos modelos expostos no salão. Já foi confirmado que a picape será vendida no Brasil a partir de 2016, importada do México. Dois anos depois ela será fabricada na Argentina.

Já a Ford Ranger recebeu retoques visuais inspirados na nova geração do crossover Edge. A picape está com uma aparência mais agressiva, como pode ser visto na configuração de apelo aventureiro Wildtrak, a que está sendo mostrada em Frankfurt. O modelo também chegará ao Brasil no ano que vem, importado da Argentina, porém sem novidades mecânicas.

Outra representante das marcas japonesas no salão alemão é a quinta geração da Mitsubishi L200 Triton. Com estreia no Brasil marcada para 2016, a picape chama a atenção pelo visual repleto de elementos cromados na dianteira e com leves retoques na traseira, especialmente nas lanternas, que invadem a lateral. Na Europa, a nova L200 Triton conta com um motor de 2.4 litros turbodiesel de 153 cv e 38,7 kgfm de torque (ou 184 cv e 43,8 kgfm em uma versão mais potente) e câmbio manual de seis marchas. No Brasil, entretanto, ela deverá manter as atuais motorizações 3.2 turbodiesel e 3.5 V6 flex.

Revelada há alguns meses na Ásia, a nona geração da Toyota Hilux não está presente em Frankfurt, ao contrário do que afirmaram rumores divulgados na internet antes do evento. O modelo foi totalmente reformulado e mostrado no último mês de maio, recebendo melhorias em equipamentos e, principalmente, em segurança – o que garantiu cinco estrelas (a nota máxima) na proteção para adultos e quatro estrelas no nível para crianças nos testes de impacto do Latin NCAP, cujos resultados foram divulgados recentemente. A Hilux será produzida na Argentina a partir do final deste ano.

Fotos: Guilherme Silva