O mercado de veículos importados segue em queda, de acordo com o atual balanço da Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (ABEIFA). No acumulado entre janeiro e agosto deste ano, as 28 marcas associadas à entidade emplacaram 42.647 veículos importados, gerando uma retração de 30,3% ante o mesmo período de 2014.

Comparando o mês de agosto deste ano com o mesmo período de 2014 a baixa foi ainda maior: 39,2%. Já os emplacamentos de agosto de 2015 contra julho do mesmo ano resultaram em 15,9% de queda.

Levando em consideração apenas os veículos produzidos no Brasil pelas associadas que iniciaram produção local, entre janeiro e agosto foram emplacadas 22.813 unidades. Porém, somando os veículos importados e os produzidos no país durante os oito primeiros meses de 2015, as associadas registraram crescimento de 4,4% no acumulado do ano, equiparando com 2014. “Lembramos que não há motivo para considerar esse crescimento como um sinal de reação. Como a produção local de algumas de nossas associadas começou a ser incluída nas estatísticas em 2015, a comparação com 2014 fica distorcida”, ressalta Marcel Visconde, presidente da entidade.

Em agosto desse ano, foram vendidos 5.704 automóveis e comerciais leves produzidos no Brasil pelas associadas que iniciaram fabricação local, crescimento de 7,6% no comparativo com julho. “Na crise, o consumidor fica ainda mais exigente no momento de decisão de compra do veículo zero e, historicamente, os lançamentos têm melhor desempenho”, comenta Marcel Visconde.

Foto: Divulgação