A quantidade de flagras da nova picape da Fiat pelo Brasil mostra que a equipe de engenharia da fabricante está trabalhando a todo vapor no modelo, que deverá ser lançado até o final deste ano. Após ser vista em testes pelos estados deMinas Gerais e Pernambuco, a picape voltou a ser flagrada em território mineiro, na região da cidade de Pouso Alegre. Nas imagens feitas pelo internauta Helton Palhão Barros, é possível ver parte da grade dianteira e dos faróis de um dos protótipos, que estava bastante camuflado.

As fotos revelam uma fina barra que divide a grade, enquanto o conjunto óptico é formado por quatro elementos, lembrando o do exótico Jeep Cherokee. Já as rodas do carro flagrado foram emprestadas do Jeep Renegade Trailhawk.

Falando em Renegade, uma unidade de testes com placas verdes do jipinho foi flagrada “escoltando” um protótipo da picape da Fiat em um estacionamento na região da Avenida Paulista, em São Paulo (SP). Na foto abaixo, enviada pelo leitor Rafael Sanchez, o modelo praticamente não revela nada devido à camuflagem bastante pesada.

Por ser o segundo produto global da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), a picape será produzida na fábrica da companhia em Goiana (PE). O novo modelo compartilhará diversos elementos de acabamento interno e da plataforma, além dos conjuntos mecânicos com o Renegade.

As motorizações disponíveis serão a 1.8 litro flex de 132 cv de potência (com câmbio manual ou automático de seus marchas) e 2.0 turbo diesel de 170 cv com transmissão automática de nove velocidades e tração 4×4.

A picape, inclusive, teve uma suposta imagem da versão definitiva publicada em diversos sites. Segundo essas publicações, ela deverá se chamar Toro e será lançada no mercado brasileiro no final deste ano ou no início de 2016 para inaugurar – junto com a Renault Duster Oroch (cujo lançamento no Brasil é no final de setembro) – um segmento de picapes que ficará posicionado entre as pequenas Fiat Strada, Volkswagen Saveiro e Chevrolet Montana, porém, abaixo das médias Chevrolet S10, Toyota Hilux, Volkswagen Amarok, Ford Ranger, Mitsubishi L200 e Nissan Frontier.

Fotos: Helton Palhão Barros e Rafael Maiuri Sanchez