A Nissan anunciou, na última segunda-feira, o fim da produção das minivans Livina Grand Livina (sete lugares) na fábrica de São José dos Pinhais (PR). Os modelos, inclusive, já não aparecem mais no site oficial da fabricante no Brasil.

“Após sete anos de sucesso no mercado brasileiro, com mais de 65 mil unidades comercializadas, sete prêmios de melhor monovolume e melhor compra pela imprensa especializada, as Nissan Livina e Grand Livina deixam de ser comercializadas no país. A Nissan agradece todos os clientes pela preferência e confirma o compromisso de manter o mesmo padrão de pós-venda com qualidade japonesa e fabricado no Brasil – tanto em produto como em serviços – disponível para todos os seus automóveis”, ressaltou a empresa em uma nota oficial.

O modelo, ao menos por enquanto, não deixará um substituto. A minivan foi o primeiro veículo de passeio produzido pela Nissan no país. A Livina estreou em 2009, junto com a Grand Livina, com duas motorizações – 1.6 16V de com potência entre 104 cv (cavalos) e 108 cv (gasolina e álcool, respectivamente) e a 1.8 16V de 125 cv a 126 cv. No mesmo ano, a marca lançou a versão aventureira Livina X-Gear, que contava com detalhes estéticos exclusivos, como para-choques mais robustos e rodas de liga leve exclusivas.