Quinze anos depois do lançamento do Gol G3 1.0 16V Turbo, a Volkswagen volta a produzir no Brasil um compacto com motorização sobrealimentada. A bola da vez é o pequenino up!, que estreia um propulsor 1.0 tricilíndrico da família EA211 com turbocompressor, porém incrementado com injeção direta de combustível e capaz de funcionar com etanol e gasolina.

Embora tenha como base um bloco de três cilindros, o motor fabricado em São Carlos (SP) não é uma versão aprimorada do propulsor aspirado que já equipa o up! e o Fox BlueMotion. De acordo com a Volkswagen, a unidade possui 90% de peças novas e traz diversas modificações, como duplo comando variável de válvulas na admissão e no escape, bielas encurtadas, virabrequins com contrapesos reposicionados, radiador de óleo e intercooler (resfriador do ar comprimido pelo turbo). Por utilizar a injeção direta, que aplica o combustível sob alta pressão diretamente na câmara de combustão, o novo motor dispensa o sistema de partida a frio.

O propulsor 1.0 TSI gera 101 cv de potência a 5.000 rpm quando abastecido com gasolina e 105 cv com etanol. O torque de 16,8 kgfm é entregue entre 1.500 e 4.500 rpm com qualquer um dos combustíveis. Segundo a Volkswagen, o up! TSI acelera de 0 a 100 km/h em 9,1 segundos e atinge a velocidade máxima de 184 km/h (números com etanol).

Já o consumo divulgado pela marca é baseado nos testes do Programa de Etiquetagem Veicular do Inmetro. Com gasolina, as médias são de 13,9 km/l na cidade e 16,1 km/l na estrada. Abastecido com etanol, os números são de 9,6 km/l em ciclo urbano e 11,1 km/l em regime rodoviário.

Mesmo com o motor mais forte, o up! TSI recebeu ajustes na transmissão manual de cinco marchas para favorecer a economia de combustível. Apesar de as relações serem as mesmas do propulsor aspirado, o diferencial foi alongado em 26%. Para suportar o desempenho do conjunto motriz mais potente, o up! recebeu amortecedores e molas recalibrados e freios dianteiros com discos maiores (256 mm de diâmetro ante 236 mm do up! aspirado).

Esteticamente, a mudança mais notável é a tampa traseira pintada de preto e o emblema TSI para todas as versões equipadas com esse motor (confira os preços e os principais equipamentos de série neste link). O para-choque dianteiro também foi revisto para acomodar o intercooler, aumentando o comprimento do compacto em quatro centímetros.

O Carsale participou da avaliação do up! TSI ao volante da série especial speed up!, que tem preço sugerido de R$ 49.990. Disponível apenas na cor branca, o modelo sai de fábrica com a área central do para-choque dianteiro e teto pintados de preto, molduras cromadas dos faróis de neblina, rodas de liga leve de 15 polegadas com acabamento diamantado, faixas laterais exclusivas, capas dos retrovisores azuis (a cor remete ao conceito de economia e sustentabilidade Think Blue) e bancos revestidos em couro sintético.

Assim como as demais versões TSI, o speed up! traz ar-condicionado, direção elétrica com ajuste de altura, vidros dianteiros, travas das portas e retrovisores com acionamento elétrico, pneus de baixo atrito, sistema de som com tocador de CD, Bluetooth e entradas USB e auxiliar, airbags frontais, freios com ABS(antitravamento) e distribuidor de frenagem (EBD).

A segurança é complementada ainda pelo controle de tração M-ABS (atua no torque do motor para evitar a patinagem das rodas em acelerações mais fortes ou em curvas acentuadas), luzes de frenagem de emergência, além dos controles do freio-motor (MSR) e de giro (GMA) – evita o escorregamento e controla o momento de giro das rodas dianteiras em pisos com diferentes níveis de aderência, respectivamente.

Os opcionais disponíveis para essa configuração são o kit de preparação para o sistema multimídia maps&more (R$ 116) e o próprio equipamento (R$ 1.400), que engloba GPS, computador de bordo, entre outros recursos.

Tirando a forração do teto e o adesivo com a inscrição “speed” no painel, o interior da versão esportivada é praticamente idêntica às demais. O compacto possui boa ergonomia e o acabamento é acima da média se comparado ao de outros modelos de entrada. Ao dar a partida no motor, é possível perceber que o carro vibra menos que o equipado com motor aspirado, mas o que chama mesmo a atenção é a disposição do up! para ganhar velocidade.

Saídas em semáforos são um convite para fazer o speed up! “saltar” na frente de todo mundo. Não é preciso afundar o pé no acelerador para que o carro faça os seus ocupantes sintam as suas costas pressionadas contra os encostos dos bancos. O pequenino de 3,64 metros de comprimento ganha velocidade rapidamente, enquanto o motorzinho turbinado emite o ronco metálico típico dos tricilíndricos.

Rodando na cidade, o speed up! mostra a agilidade ideal para encarar subidas sem a necessidade de reduzir marchas ou acelerar demasiadamente. Na hora de mudar de faixa ou se enfiar numa brecha em congestionamentos, basta acionar a seta e pisar no pedal do lado esquerdo que o carrinho responde imediatamente.

Já em percurso rodoviário, onde tivemos a oportunidade de rodar por mais tempo com o speed up!, o desempenho do motor TSI também agrada bastante. Acompanhar carros mais potentes em longos trechos a velocidades de cruzeiro é uma tarefa que pode ser feita sem dificuldades. O motor funciona sempre “cheio” e exige reduções de marchas apenas em retomadas muito grandes (80 km/h a 120 km/h, por exemplo). Em trechos planos, é preciso prestar a atenção ao velocímetro, pois o carrinho pode ultrapassar facilmente os limites legais de velocidade. Contudo, um cuidado a deve ser tomado é com o deslocamento de ar provocado por veículos maiores. O up! balança bastante ao cruzar com caminhões e ônibus a velocidades mais altas.

Mesmo com toda essa disposição, o carro testado mostrou a eficiência tão exaltada pela Volkswagen. Abastecido apenas com gasolina e rodando boa parte do percurso com o ar-condicionado ligado, a velocidades oscilando entre 80 km/h e 120 km/h, além de diversas retomadas e acelerações vigorosas para avaliar o potencial do motor TSI, o compacto registrou médias de consumo na casa dos 17 km/l. No trajeto que ia de Campinas (SP) à capital paulista, passando pelas rodovias Anhanguera e Bandeirantes, a média caiu para 16 km/l devido às diversas reduções de velocidade provocadas pelo tráfego intenso.

Ao chegar em São Paulo, o consumo melhorou, variando entre surpreendentes 20 km/l e 23 km/l ao rodar pela Marginal Tietê – cujo limite de velocidade foi reduzido, no último dia 20, de 90 km/h para 70 km/h, gerando polêmica entre os usuários da via. Vale lembrar que essas médias foram registradas pelo computador de bordo em um trecho sem paradas provocadas pelo trânsito.

Em resumo, o up! ficou ainda mais interessante com o novo motor. O compacto que já havia surpreendido na ocasião de seu lançamento, há quase um ano e meio, por conta do bom desempenho e baixo consumo do motor aspirado continua avesso aos postos de abastecimento, porém esbanjando desempenho de fazer inveja a muito carro 1.6. Apesar de equipado com um conjunto mecânico moderno e eficiente, o up! com motor TSI se aproxima da faixa de preços de modelos de segmentos superiores, o que pode fazer muita gente considerar a compra de outro carro.

Caso a vontade de ter um up! turbinado seja mesmo grande, vale mais a pena mirar a versão move up! TSI (R$ 43.490), que traz praticamente todos os equipamentos das demais configurações sem superar a barreira dos R$ 45 mil. Já a série especial speed up! é para quem realmente quer alguma exclusividade em termos de estética, pois nem todo o brilho do novo motor é capaz de compensar a compra de um compacto de quase R$ 50 mil e que não traz vidros traseiros elétricos e nem dianteiros com função “um-toque” ou freios traseiros a disco, por exemplo.

Teste-drive a convite da Volkswagen.

Ficha técnica

ModeloVolkswagen speed up!
PreçoR$ 49.990
MotorDianteiro, transversal, três cilindros, quatro válvulas por cilindro, injeção direta, turbo, intercooler
Cilindrada (cm³)999
Potência (gasolina/etanol)101/105cv a 5.000 rpm
Torque16,8 kgfm a 1.500 rpm
Freios dianteirosDiscos ventilados
Freios traseirosTambores
Suspensão dianteiraIndependente, McPherson, molas helicoidais e barra estabilizadora
Suspensão traseiraInterdependente com braços longitudinais e molas helicoidais
RodasLiga leve de 15 polegadas
Pneus185/60 R15
DireçãoElétrica
Peso em ordem de marcha (kg)951
Comprimento (metros)3,64
Largura (m)1,64
Altura (m)1,50
Distância entre-eixos (m)2,42
Tanque (litros)50
Porta-malas (litros)285
TransmissãoManual de cinco marchas