As empresas argentinas Millennium Group e Oeste Custom anunciaram uma parceria para produzir réplicas de carros da Ferrari no país vizinho. Os modelos serão montados em um fábrica na cidade de Castelar, com peças originais da marca italiana.

A Millennium Group é uma empresa especializada na construção naval e na utilização de materiais compostos, enquanto a Oeste Custom pertence a Andres Lopez, dono de uma oficina de preparação automotiva.

A primeira réplica a ser vendida no mercado argentino será a do modelo 458 Italia, produzido entre 2009 e 2015, quando foi substituída pela nova 488 GTB.

Devido o seu alto preço de mercado, a 458 Italia teve apenas 13 unidades vendidas na Argentina nos últimos cinco anos – o superesportivo custava cerca de US$ 485 mil (o equivalente a R$ 1,6 milhão no câmbio atual). Porém, em 2013, comprar uma Ferrari no país vizinho se tornou uma tarefa ainda mais cara. Com a nova lei de impostos para veículos importados, o mesmo modelo passou a custar US$ 1 milhão (cerca de R$ 3,1 milhões).

As réplicas ainda não têm preço definido, mas o empresário Gustavo Félix, proprietário da Millennium Group, disse que os modelos devem custar cerca de 85% menos que o original, ou seja, cerca de US$ 150 mil (R$ 481 mil).

Obviamente, apesar de ser uma réplica, estes carros serão para um público exclusivo. Grande parte do custo será o motor V8 original da Ferrari – o mesmo utilizado pelo modelo 360 Modena entre 1999 e 2005. Portanto, trata-se de um bloco de 3.6 litros e capaz de gerar 405 cv de potência. O chassi e partes da carroceria são feitos em fibra de carbono.

As réplicas também carregam muitas peças originais da Ferrari como pneus, luzes, painel e volante. As peças são compradas na Europa, como itens de reposição e utilizadas na construção, aumentando o grau de realismo das cópias. Por questões de direitos, os carros são entregues sem os emblemas da Ferrari, que são colocados pelos proprietários dos veículos. Mais informações podem ser encontradas na entrevista exclusiva do site Autoblog Argentina.

Fotos: Argentina Autoblog