Quando a Mercedes-Benz lançou o CLA no mercado europeu no final de 2013, muita gente questionou se o modelo não tomaria do Classe C o posto de sedã mais vendido da marca. E foi fácil de entender o motivo dessa dúvida: além do porte ligeiramente menor, o CLA chamou a atenção por ostentar um visual mais arrojado, com jeito de cupê, enquanto o irmão maior manteve as suas linhas características, mais tradicionais.

O modelo estreou no Brasil em janeiro do ano passado na variante CLA 200, equipada com a motorização de 1.6 litro turbo de 156 cv de potência. Poucos meses depois, a Mercedes-Benz passou a oferecer a versão extrema CLA 45 AMG, dotada do propulsor 2.0 turbo de 360 cv. Para esta avaliação, testamos a configuração intermediária CLA 250 Sport (R$ 187.900), que leva sob o capô a motorização de 2.0 litros turbo de 211 cv e que só desembarcou por aqui no final de 2014.

O CLA 250 Sport revela as suas aspirações esportivas por meio do visual invocado, reforçado pelo kit estético AMG, composto por para-choques com entradas de ar maiores, saias laterais, difusor traseiro, rodas de liga leve de 18 polegadas de diâmetro e pinças de freios na cor vermelha.

 

A cabine também segue a pegada esportiva, como bancos em formato de concha com revestimento parcial de couro e Alcantara (camurça sintética), tapetes com a inscrição Sport e soleiras das portas com iluminação.

O pacote de itens de série do sedãzinho conta com ar-condicionado automático de duas zonas de resfriamento; sensor de chuva; faróis com acendimento automático; computador de bordo; sistema multimídia com Bluetooth e GPS; espelhos com rebatimento elétrico; teto solar panorâmico; freio de estacionamento elétrico; controle de cruzeiro com limitador de velocidade, entre outros. No quesito segurança o CLA 250 Sport é dotado de sete airbags (frontais, laterais, cortina e para o joelho do motorista), além de controles eletrônicos de estabilidade e tração.

4074416429

 

 

O acabamento interno traz a boa qualidade de materias e montagem típicos da Mercedes-Benz: peças emborrachadas, espuma injetada, elementos em alumínio escovado e até mesmo iluminação indireta nos encostos dos bancos. É interessante destacar a boa posição de dirigir e a ergonomia dos instrumentos, apesar de a alavanca do câmbio posicionada na coluna de direção exigir certo tempo de convivência para que o condutor se acostume a ela. Já a central multimídia com uma tela fixa no centro do painel (lembra um tablet pendurado) não é das mais práticas de serem operadas por não ser sensível ao toque. Os comandos são feitos por meio de um botão giratório no console central.

Anda bem, mas ainda não é um legítimo AMG

Ao volante, o CLA 250 Sport agrada quem aprecia um carro com o rodar mais próximo do solo, uma vez que a suspensão com acerto esportivo é mais baixa. Por conta desse ajuste, o sedã é firme nas curvas, porém sofre um pouco ao trafegar em vias com asfalto irregular. Para assegurar a estabilidade, ele é dotado do sistema de tração integral 4MATIC, que funciona de maneira permanente, mas pode transferir a maior parte do torque do motor para o eixo traseiro, dependendo da situação.

O motor de 211 cv disponibiliza o torque máximo de 35,6 kgfm entre 1.200 e 4.000 rpm, garantindo força mais do que suficiente para uma condução suave na cidade e respostas ágeis em acelerações, retomadas e ultrapassagens na estrada. O câmbio automatizado de sete marchas e dupla embreagem trabalha em harmonia com o propulsor, executando trocas imperceptíveis. Embora tenha um funcionamento praticamente irretocável, a transmissão não é tão afinada como a caixa S Tronic presente na maioria dos modelos da Audi.

452413736

 

De acordo com a Mercedes-Benz, o CLA 250 Sport acelera de 0 a 100 km/h em 6.6 segundos e atinge a velocidade máxima de 240 km/h, limitada eletronicamente. Para efeito de comparação, o CLA 45 AMG – que custa exagerados R$ 102 mil a mais – vai da imobilidade aos 100 km/h em 4.6 segundos e chega aos 250 km/l com o limitador eletrônico, que pode ser habilitado para chegar aos 270 km/h em um pacote opcional.

Mesmo sendo um carro que instiga o motorista a aproveitar o potencial do seu motor, o sedã registrou boas marcas de consumo para um modelo dotado de motorização de 2.0 litros e tração integral. Segundo o computador de bordo, o CLA 250 Sport chegou a fazer médias de 9 km/l em regime urbano e 16 km/l na estrada (rodando a velocidades entre 90 km/h e 120 km/h e com o ar-condicionado desligado).

O CLA 250 Sport combina um estilo diferenciado a um conjunto mecânico eficiente. Porém, como é tabelado na casa dos R$ 190 mil, fica difícil colocá-lo na lista dos sedãs de apelo esportivo a serem considerados, uma vez que o seu preço se aproxima da faixa onde estão situados modelos mais potentes e sofisticados, como, por exemplo, o nervoso Audi S3 Sedan de 280 cv (R$ 208 mil) e até mesmo o luxuoso Jaguar XF Luxury de 240 cv (R$ 199 mil).

 

FICHA TÉCNICA

ModeloMercedes-Benz CLA 250 Sport 4MATIC
PreçoR$ 187.900
Motorquatro cilindros, 2.0 litros, 16 válvulas, turbo
Cilindrada (cm³)1.991
Potência211 cv a 5.500 rpm
Torque35,6 kgfm entre 1.200 e 4.000 rpm
Freios dianteirosDiscos ventilados
Freios traseirosDiscos sólidos
Suspensão dianteiraMcPherson
Suspensão traseiraIndependente multilink
RodasLiga leve de 18 polegadas
Pneus225/40 R18
DireçãoElétrica
Peso em ordem de marcha (kg)1.540
Comprimento (metros)4,63
Largura (m)1,77
Altura (m)1,43
Distância entre-eixos (m)2,69
Tanque (litros)56
Porta-malas (litros)470
TransmissãoAutomatizada, dupla embreagem, sete marchas
TraçãoIntegral