Sucesso de vendas no Brasil, onde foi lançado há cerca de três meses, o Honda HR-V teve as imagens e os detalhes técnicos da versão que será comercializada na Europa nos próximos meses revelados. Naquele mercado, o modelo terá a opção de um motor a diesel.

De acordo com a Honda, 70% dos futuros compradores do HR-V migrarão de diferentes segmentos, como hatches e minivans. “Casais jovens ou prestes a formar uma família, que valorizam o seu estilo de vida e o design, deverão ser os principais clientes”, afirma a marca.

Um dos recursos destacados pela Honda é o banco traseiro que permite diferentes formas de rebatimento para favorecer o transporte de cargas maiores – o sistema está presente no modelo brasileiro.

Enquanto o HR-V nacional é equipado com o motor de 1.8 litro i-VTEC flex, que desenvolve 139/140 cv de potência (gasolina/etanol), o modelo europeu pode ser equipado com um bloco de 1.5 litro i-VTEC a gasolina de 130 cv ou 1.6 i-DTEC movido a diesel de 120 cv e 30,5 kgfm de torque. Este último é dotado de injeção direta de combustível e turbo. As transmissões disponíveis são idênticas às do carro brasileiro: manual de seis marchas ou CVT (continuamente variável).

Além das motorizações, as diferenças em relação ao carro brasileiro também podem ser encontradas na oferta de equipamentos. O crossover poderá ser equipado com sistema start-stop (desliga e religa o motor automaticamente em paradas breves) e teto solar panorâmico. Os preços do HR-V para o mercado europeu ainda não foram revelados.