A Ford vai colocar à disposição do público, em Londres, na Inglaterra, a segunda fase do seu serviço experimental de compartilhamento de carros, o GoDrive. O projeto, iniciado em janeiro, conta com viagens apenas de ida e estacionamento garantido em toda a cidade, além da facilidade de pagamento e reserva, feitos por meio de um aplicativo para smartphone.

O GoDrive, batizado de Direção na Cidade sob Demanda, faz parte do plano Ford Smart Mobility, que visa criar novas soluções de mobilidade usando tecnologia e conectividade. Com isso, a Ford visa participar do mercado de compartilhamento de carros, que pode movimentar mais de US$ 6 bilhões (cerca de R$ 19 bilhões).

Graças ao uso do aplicativo, a empresa poderá entender melhor os hábitos e necessidades dos clientes, podendo auxiliar na utilização em viagens e para encontrar vagas para estacionamento.

“Com o aumento dos congestionamentos nas cidades, as pessoas se tornam mais abertas a novas formas de mobilidade e o compartilhamento de carros está provando ser um modelo atraente”, disse Ken Washington, vice-presidente de Pesquisa e Engenharia Avançada da Ford. O executivo afirmou ainda que, para criar um serviço eficaz, é necessário conhecer as expectativas dos motoristas e complementar a infraestrutura de transporte e conectividade.

O projeto piloto envolveu 100 motoristas registrados, com veículos Focus Elétrico e New Fiesta EcoBoost 1.0, usando estacionamentos próximos das principais estações de transportes públicos. Agora, a Ford está convidando 2.000 pessoas a se inscrever gratuitamente no serviço, que será ampliado para 50 carros em 20 localidades, para enfim completar a fase de testes.