A Honda reajustou os preços do City para o mercado brasileiro. Disponível em quatro versões, a segunda geração do modelo foi apresentada em setembro do ano passado e lidera seu segmento atualmente, com 2.553 unidades emplacadas no mês de abril e 11.005 unidades vendidas nos quatro primeiros meses de 2015.

A única versão que não recebeu aumento foi a de entrada DX que, equipada com câmbio manual, segue custando a partir de R$ 53.900. Por outro lado, a versão LX com câmbio CVT parte de R$ 63.400 e a EX CVT custa R$ 67.700. A versão topo, EXL, chamou a atenção por romper a barreira dos R$ 70 mil e passar a custar ao menos R$ 70.900, o mesmo da versão de entrada do Civic.

Vale lembrar que o City é feito no Brasil e todas as configurações são equipadas com o já conhecido motor de 1.5 litro de 16 válvulas i-VTEC, que desenvolve 115/116 cv de potência (gasolina/etanol) a 6 mil rpm e 15,2/15,3 kgfm de torque (g/e) a 4.800 giros.